Ônibus capota perto do Shopping Bela Vista e deixa 27 feridos

Passageiro ficou preso às ferragens e teve braço amputado

Um ônibus do Consórcio Integra, que fazia a linha Mata Escura/Pituba, capotou no começo da noite desta quinta-feira (13), na região do Acesso Norte, nas proximidades da rótula do Shopping Bela Vista.

O acidente deixou 27 feridos, entre eles uma gestante e crianças. Um dos passageiros ficou preso às ferragens e precisou ter o braço amputado – ele foi socorrido por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não há informações de sua identidade, nem para que unidade hospitalar foi levado. Não há nenhuma vítima fatal.

De acordo com o major Ramon Diego, do Corpo de Bombeiros, há pelo menos quatro pessoas em estado grave: a grávida, um idoso e dois adultos. As identidades não foram divulgadas. Os passageiros com ferimentos leves foram encaminhados para Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) da região, enquanto os graves foram encaminhados para os hospitais Geral do Estado (HGE), na Avenida Vasco da Gama, Roberto Santos, no Cabula, e Teresa de Lisieux, na Avenida ACM.

O major explicou ainda que precisou usar uma viatura para estabilizar o ônibus, que estava balançando bastante com a movimentação dos socorristas que resgatavam os passageiros. O coletivo, segundo ele, ficou com uma parte presa no passeio e outra na pista.

Quando o motorista perdeu o controle, o ônibus subiu na calçada, derrubou o gradil, que é uma espécie de parapeito, e desceu morro abaixo.

Ônibus ficou com a traseira destruída (Foto: Gil Santos)

De acordo com testemunhas, o motorista trafegava em alta velocidade quando perdeu o controle, e o ônibus caiu ribanceira abaixo, de uma altura de cerca de 10 metros. O coletivo atingiu um coqueiro, passou por cima da calçada e parou na pista. Não chovia na hora do acidente.

Ferido, o motorista foi socorrido e retirado do ônibus por pessoas que passavam pelo local. De acordo com o presidente do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira, ele é bastante experiente.

“Os rodoviários sofreram escoriações e estão abalados psicologicamente. O motorista tem mais de 25 anos de experiência. Vamos aguardar a perícia para saber o que aconteceu. Ainda não falei com os rodoviários, mas sabemos que essa é uma via estreita e que precisa de um guard rail. Aproveitamos para reforçar esse pedido pela segurança”, disse.

O coletivo ficou com a frente totalmente destruída e também teve seus vidros laterais quebrados. No interior, havia cadeiras soltas e tudo estava bastante revirado. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) já realiza perícia no ônibus.

Na via, estão representantes da empresa de ônibus OTTrans, 14 ambulâncias do Samu, além de viaturas do Salvar, Bombeiros e Polícia Militar.

27 passageiros ficaram feridos no acidente (Foto: Reprodução)

O baleiro Vinícius Santiago, 26 anos, que voltava para casa, estava dentro do ônibus na hora do acidente. Segundo ele, o coletivo estava cheio.

“Eu tinha acabado de entrar no ônibus. Foi tudo muito rápido. O motorista perdeu o controle e capotou. Eu fui jogado e, quando abri o olho, vi uma bebê caída do meu lado. Escapei pela saída de ar”, contou.

Assustado, ele ligou para o pai e pediu ajuda. “Quando eu abri os olhos, vi as pessoas pedindo ajuda e vi muito sangue. Como eu estava ferido, não consegui fazer muita coisa”, completou ele, que teve ferimentos nas costas, pescoço e mãos. O balde com balas que Vinícius carregava ficou totalmente destruído com o impacto.

O baleiro pediu aos bombeiros para ir para casa, mas foi encaminhado para uma unidade de saúde por precaução.

Baleiro ficou ferido no acidente (Fotos: Gil Santos)

O Núcleo de Operações Assistidas (NOA) da Transalvador informou que foi acionado por volta das 19h30. Até as 21h, o ônibus permanecia no local, obstruindo duas das cinco faixas da via. A região ainda estava bastante congestionada.

Por meio de nota, os bombeiros informaram que “foram empregadas quatro ambulâncias e duas viaturas de salvamento (para retirar vítimas presas às ferragens), além de viatura do coordenador de operações”.

A concessionária OTTrans lamentou o acidente e informou que “está prestando atendimento às vítimas”.

Compartilhar