Prefeitura autoriza requalificação da Avenida Edgar Santos, em Narandiba

Obra será entregue em novembro e terá R$ 4 milhões de investimento

A partir de novembro deste ano, moradores e motoristas que transitam entre a Avenida Edgar Santos e a rotatória do Hospital Psiquiátrico Juliano Moreira, no bairro de Narandiba, passarão a contar com um espaço revitalizado. Na manhã desta quinta-feira (6), o prefeito ACM Neto assinou uma ordem de serviço para início das obras, que receberão investimento de R$ 4 milhões.

As principais mudanças do local são a construção de uma pista de cooper, construção de estacionamento, requalificação da quadra poliesportiva, instalação de academia de ginastica ao ar livre, ampliação das faixas da pista, instalação de dois pontos de ônibus, redução do canteiro central, além de uma nova via para dar acesso ao bairro do Doron. Todos os comerciantes informais que trabalham no local serão mantidos.

As obras no bairro são um trabalho conjunto da prefeitura com as secretarias de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), liderada pelo vice-prefeito Bruno Reis, da Superintendência de Trânsito do Salvador (Transalvador), chefiada pelo superintendente Fabrício Muller, e da Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), representada pelo seu diretor presidente Marcílio Bastos.

Segundo o gestor municipal, a intervenção é necessária para melhorar a mobilidade no local. “A razão principal para estarmos aqui hoje, é trazer uma solução de mobilidade na Avenida Edgar Santos. No prazo máximo de cinco meses, teremos tudo requalificado. Eu tenho certeza que, depois das intervenções concluídas, vamos ter uma condição de mobilidade muito maior. Nossa cidade precisa ter um trânsito mais seguro”, disse.

A Avenida Edgar Santos é uma das vias mais movimentadas de Salvador. Nela, passam as principais linhas de ônibus que ligam bairros populosos como Cabula e Tancredo Neves com a Avenida Paralela. Para o superintendente Fabrício Muller, o projeto vai trazer mais facilidade para quem trafega no local. “Esse é um projeto que mostra como a cidade é dinâmica. Com a chegada do metrô, passamos a ter outros problemas nessa região que se agravaram e motivou uma atenção maior e uma dedicação em cima do que podemos fazer. Chegamos a um modelo que vai trazer para todos que circulam e que moram por aqui, mais facilidade no acesso e na passagem”, afirmou Muller.

Ordem de serviço foi assinada nesta quinta (6) (Foto: Mauro Akin Nassor)

Após a solenidade, o presidente da Associação dos Moradores de Narandiba (Amona), Everton Silva, 34 anos, conversou com o vice-prefeito Bruno Reis e apresentou algumas reivindicações dos comerciantes que trabalham no local. “A posição que o prefeito nos passou é que, no projeto, vai haver uma área disponibilizada para os comerciantes, para que não atrapalhasse a mobilidade viária e a área de lazer. Tivemos um ótimo diálogo com o prefeito e o vice-prefeito”, afirmou ele, que representa os 18 comerciantes fixos que atuam na praça de Narandiba.

Moradora do bairro, a cabelereira Lucinalva Pereira, 40, comemorou a intervenção. “Nós precisávamos de uma intervenção como essa, para transformar essa praça numa área de lazer, uma praça mais bonita. Eu, como moradora, fico muito feliz de ter um lugar onde vou poder trazer minha filha e sobrinhas para brincar”, disse ela, que esteve no local com sua filha e sobrinha.

Lucinalva está ansiosa para ver resultado da obra (Foto: Mauro Akin Nassor)

Fortes chuvas
Durante o ato, ACM Neto também falou sobre as fortes chuvas e rajadas de ventos que atingiram a capital desde a noite de quarta (5). Ele afirma que vem mantendo contato diariamente com o diretor geral da Codesal, Sosthenes Macêdo, para monitorar as zonas de risco da cidade.

“É claro que, quando a chuva vem com essa intensidade, imediatamente liga o alerta na prefeitura. Toda nossa equipe está trabalhando em regime de plantão durante todo esse período, 24 horas por dia. Uma das coisas, que tiram o meu sono são chuvas intensas em nossa cidade”, disse o gestor.

Leis de trânsito
O prefeito aproveitou a oportunidade para criticar a proposta do Governo Federal em relação às novas leis de trânsito no Brasil. Ele lembrou ainda que Salvador reduziu o número de vítimas fatais no transito em 53,8%.

“Tudo isso é graças ao rigor, à fiscalização e presença do poder público. Os limites de velocidade existem, e existe fiscalização para o cumprimento e o respeito deles. Quando vejo o Governo Federal encaminhar um projeto de lei ao congresso nacional passando a mão na cabeça de situações de infrações de trânsito, acho absurdo. Não está certo. Não pode estabelecer um nível de tolerância que vá comprometer vidas. Precisamos melhor a qualidade de vida das pessoas”, afirmou o prefeito.

Compartilhar