Leal diz que reforma da Previdência é necessária para dar “equilíbrio social”

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Nelson Leal (PP), defendeu, ontem, a aprovação da reforma da Previdência

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Nelson Leal (PP), defendeu, ontem, a aprovação da reforma da Previdência. Para ele, a proposta é necessária para dar “equilíbrio social”. O progressista disse, no entanto, que é contra as mudanças propostas pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria do trabalhador rural. Segundo ele, os dois benefícios injetam mais recursos, em algumas cidades baianas, do que o Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

“Está tendo um movimento em Brasília para que estados e municípios para que eles próprios façam a reforma. Eu, particularmente, não tenho dificuldade em entrar no debate da Previdência, mas acho que tem fazer logo a reforma. É importante para o país. A gente tem que deixar um pouco de lado a questão política e fazer uma política pelo pró-desenvolvimento e crescimento do Brasil. (…) A reforma da Previdência é muito importante para dar equilíbrio social. É muito importante economicamente”, declarou Leal, em entrevista concedida à rádio Metrópole.

O presidente do Legislativo baiano reforçou que a AL-BA vai fechar o ano com rombo no orçamento. Segundo ele, medidas têm sido tomadas para economizar recursos, como o fim do uso de papel na Casa, mas mesmo assim o déficit permanecerá. De acordo com Leal, a sua gestão já começou com um déficit de R$ 75 milhões. “É complicado conseguir fazer com que as nossas finanças se adequem ao orçamento. Nós estamos aqui fazendo uma verdadeira maratona para economizar tudo ao máximo”, pontuou. “Estamos fazendo algumas ações para enxugar, mas vai precisar de suplementação para corrigir essa distorção”, acrescentou.

Segundo ele, é um desafio ser presidente da AL-BA. “É bem mais difícil do que eu esperava. A gente chega aqui na Assembleia às 8h30 da manhã e nunca consegui sair antes de 10h da noite, procurando arrumar a Casa. Mas é um desafio extremamente prazeroso”, declarou. Leal afirmou que a tendência é que o PP tenha candidato a prefeito de Salvador. Disse que o deputado federal Cacá Leão pode ser o postulante da sigla. “O PP está no jogo. O PP está crescendo. Está se fortalecendo no interior do estado, mas no município de Salvador não tem o tamanho que nós queremos. Por isso, o deputado Cacá Leão se coloca como pré-candidato a prefeito”, salientou.

Compartilhar