Sem mais ‘cagadas’: João Leão volta atrás, pede desculpas e diz passar por ‘crueldade’

Após afirmar que estava “cagando e andando, em bom português” para as investigações da Operação Lava Jato, o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), tentou se redimir através de nota neste domingo (8) e pediu “desculpas à sociedade”. “Foram considerações feitas num momento de profunda indignação e surpresa.

leaojoao

Fiquei muito triste porque ao longo de 28 anos de vida política jamais passei por tamanha crueldade”, disse Leão. O político [que foi socorrido pelo governador Rui Costa (PT)], ainda declarou que não teve intenção de ofender o Ministério Público, o Poder Judiciário, ou quaisquer outras instituições e pessoas essenciais na manutenção do estado democrático de direito. “Provarei a minha inocência”, afirma Leão. O vice-governador da Bahia será investigado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Compartilhar