Colegas se confessavam ontem constrangidos com a fúria pelo poder de Cláudio Cajado

Colegas se confessavam ontem constrangidos com a fúria pelo poder do deputado federal Cláudio Cajado. Depois de romper com o prefeito ACM Neto (DEM) e se abraçar com Rui Costa (PT) na campanha estadual, Cajado agora planeja se tornar líder do governo Jair Bolsonaro na Câmara. Até o núcleo político do governador se surpreendeu com o nível da flexibilidade política de Cajado, que, na avaliação, principalmente, de petistas, dá mostras inequívocas de que só pensa realmente em assumir posições de poder. Além dele, estão em disputa pelo posto de líder do governo pelo menos mais três deputados, entre os quais outro parlamentar eleito pela Bahia no ano passado, João Roma, do PRB.

Compartilhar