Corpo é encontrado amarrado e com sinais de espancamento em imóvel na Graça

Polícia chegou ao local após ser acionada por familiar da vítima

O corpo do corretor de empréstimos Jaymerson Godinho da Fonseca Júnior,  49 anos, foi encontrado dentro do apartamento que ele morava, no bairro da Graça, na tarde de domingo (12), com as mãos amarradas e com sinais de espancamento, de acordo com informações da Polícia Militar. A PM chegou até o imóvel, na Rua Cleto Japiassu, após ser acionada por um sobrinho da vítima.

Ainda de acordo com informações da polícia, o familiar da vítima acionou a corporação através do Centro Integrado de Comunicação (Cicom), órgão da Secretaria de Segurança Pública (SSP), por volta das 15 de domingo, após inúmeras tentativas de falar com o tio pelo telefone e ele não atender, e também não abrir a porta do imóvel. Após o chamado, uma equipe  da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Barra/Graça) foi até o local.

Em nota, a polícia informou que, ao entrar no apartamento, os policiais se depararam com o corpo do homem amarrado e com sinais de espancamento. “A PM isolou a área e acionou o Serviço de Investigação em Local de Crime (Silc) para remoção e realização de perícia”, informou a corporação.

Segundo um familiar da vítima, que pediu para não ser identificado, a suspeita é que  Jaymerson tenha sido morto por dois homens que estiveram no apartamento na noite do sábado. O familiar contou ainda que foram levados o celular da vítima e uma quantidade de dinheiro que ele guardava no imóvel.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues para realização de necrópsia, mas foi liberado nesta segunda-feira (13). O corpo do corretor de empréstimos foi enterrado no final da tarde desta segunda-feira (13), no Cemitério Campo Santo. De acordo com informações da Polícia Civil, o caso é investigado como latrocínio e ficará com a 14ª Delegacia (Barra).

Compartilhar