Devotos de Salvador participam de missas e procissão em homenagem a São Jorge

Programação teve início com a alvorada às 5h e missa solene será às 19h. Confira programação abaixo.

Devotos de Salvador participam de missas e procissão em homenagem a São Jorge, também conhecido como o “Santo Guerreiro”, na manhã desta terça-feira (23). As celebrações ocorrem na única paróquia da Arquidiocese de Salvador dedicada a São Jorge, localizada no bairro Jardim Cruzeiro.

A devoção ao santo não atrai somente os católicos, mas também seguidores do Candomblé, onde São Jorge é representado por Oxóssi, o caçador e rei das matas.

A programação festiva teve início com uma alvorada às 5h, e seguirá com missas às 8h e 13h.

Confira a programação da tarde e noite:

  • 16h – Procissão que sairá do Largo de Roma e seguirá até a igreja matriz, localizada na Rua Rosalvo Barbosa Romeu, s/n, Jardim Cruzeiro, onde por volta das 18h, haverá a bênção com o Santíssimo Sacramento.
  • 19h – Missa presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger.

História

Nascido por volta do século III, na Capadócia, região que atualmente pertence à Turquia, e filho de pais cristãos, Jorge aprendeu ainda na infância a ser obediente a Deus e a crer em Jesus Cristo como o seu único Salvador. Após a morte do pai, ele se mudou para a Palestina com a mãe, onde foi promovido a capitão do exército romano devido à dedicação e, aos 23 anos, já exercia altas funções na corte imperial.

Na época, o imperador Diocleciano planejava mandar matar todos os cristãos e, no dia em que o senado confirmaria o decreto imperial, Jorge declarou-se espantado com a decisão e passou a afirmar que os ídolos adorados nos templos pagãos eram falsos deuses, e defendeu somente a fé em Jesus Cristo. Ao ouvi-lo, o imperador mandou torturá-lo até que ele negasse a fé em Jesus, entretanto Jorge continuou firme como servo de Deus e não fez o que o imperador queria. Insatisfeito, Diocleciano mandou degolar Jorge no dia 23 de abril de 303.

Compartilhar