Prefeitura abre 1738 novas vagas para mototáxis atuarem em Salvador

Motos que prestam o serviço de transporte poderão ter até oito anos de uso

Recomeçou nesta segunda-feira (22) o cadastramento de mototáxis em Salvador. Estão sendo oferecidas 1738 autorizações para atuar como mototáxi. Dessa vez, as motos que prestam o serviço de transporte poderão ter até oito anos de uso – antes o prazo era de até cinco anos.

Os motociclistas interessados devem ir na sede da Coordenadoria de Táxis e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris, nº 501, Barris, até o dia 26 de junho, com os documentos exigidos. A lista completa dos documentos pode ser acessada no site da Semob.

Desde a abertura do edital, em março de 2017, 1.200 condutores se credenciaram. A meta da secretaria é preencher todas as vagas disponibilizadas nesta nova etapa.

Os motociclistas que querem se credenciar devem ser habilitados na categoria A, no mínimo, há dois anos. O veículo ainda deve estar em nome do mototaxista e ser da cor amarela. Os condutores devem utilizar itens de segurança e ter curso de especialização sobre condução de passageiros.

Algumas das exigências para o credenciamento do profissional são cópia autenticada do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo em nome do interessado, cópia da Carteira de Habilitação, CPF, atestado médico de sanidade física e mental emitido, no máximo, há 30 dias, e Certidão Negativa Criminal.

O projeto de lei que regulamenta a atividade de mototáxi em Salvador foi encaminhado à Câmara pela Prefeitura em abril de 2016. Em agosto do mesmo ano, o texto foi aprovado pelo Legislativo e, em dezembro, sancionado pelo prefeito ACM Neto, dando seguimento à regulamentação.

O certame foi lançado em março de 2017, com 2.938 vagas, sendo 720 aprovados no primeiro momento, após o início do credenciamento. Desde então, 1.200 vagas foram concedidas.

Compartilhar