Prefeitura retira, em média, 35 sucatas nas ruas de Salvador a cada semana

Nos três primeiros meses do ano foram 275 sucatas recolhidas

A Prefeitura de Salvador informou nesta terça-feira (16) que a Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), através da Diretoria de Serviços Públicos (Dsep), realizou, no primeiro trimestre de 2019, a remoção de 275 sucatas situadas em ruas de Salvador.

Dessas, 160 são apreensões e 115 foram removidas pelos proprietários após serem notificados pelas equipes de fiscalização. No mesmo período, 329 notificações foram emitidas. A meta para este ano é retirar mil sucatas das ruas da capital baiana, como parte da “Operação Cidade Dez, Sucata Zero”.

A Semop atua diariamente com equipes espalhadas por toda a cidade, mas às terças e quintas-feiras as ações costumam ser reforçadas.

“A Prefeitura faz o trabalho de remoção e limpeza, mas o importante é o reflexo disso no trânsito de veículos e pessoas e para a saúde pública. Porque é comum encontrarmos nessas sucatas um grande volume de água parada, o que pode atrair o mosquito da dengue e outros transmissores de doenças”, explica secretário da pasta, Felipe Lucas.

A Semop retira, em média, 35 sucatas nas ruas de Salvador a cada semana. Alguns locais lideram o número de remoções, como as avenidas Suburbana e Gal Costa, Via Regional, Estrada do Derba e Vale da Muriçoca, por isso a fiscalização é mais ostensiva nestes locais.

As apreensões costumam atingir veículos que estão sem funcionamento ou movimento, gerando acúmulo de lixo ou mato em seu entorno, prejudicando o fluxo de veículos, pedestres, prestação de serviços públicos ou em situação de evidente estado de decomposição de sua carroceria, gerando risco à coletividade e saúde pública.

A população pode solicitar a retirada de sucatas através do Fala Salvador, pelo telefone 156.

Compartilhar