Policiamento continua reforçado em Barra Grande, onde policial foi morto

Na busca pelos assassinos, três foram mortos ao furarem blitz da polícia na quarta (10)

Um dia depois de criminosos determinarem ‘toque de recolher’ em Barra Grande, localidade de Vera Cruz, o policiamento continua reforçado, e escolas e estabelecimentos comerciais funcionaram normalmente nesta sexta-feira (12).

Na noite de terça (9), o policial civil Waldeck Monteiro de Jesus, 47 anos, foi morto com cinco tiros no rosto durante uma tentativa de assalto na Ilha. Ele e uma amiga conversavam na casa dela quando o imóvel foi invadido por um homem armado. O policial entrou em casa para pegar sua arma e, ao reagir à abordagem, morreu na troca de tiros.

No dia seguinte, três pessoas foram mortas pela polícia durante a busca pelos assassinos. As identidades deles não foram divulgadas.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) informou que a ampliação do trabalho ostensivo continua na região, com foco maior na localidade de Barra Grande. Guarnições da 5ª Companhia Independente da PM (CIPM/Vera Cruz) e da Cipe Polo Industrial atuam integradas.

“A intensificação permanece por tempo indeterminado, e a população pode ajudar denunciando, através dos telefones 190 e 3235-0000 (Disque Denúncia)”, informou o comandante do Policiamento na Região Integrada de Segurança Pública (Risp) RMS, coronel Alfredo Nascimento.

Compartilhar