Vale das Pedrinhas: suspeito que fez reféns participou da invasão a posto de saúde

Polícia identificou os seis homens que participaram da ação desta quinta-feira na localidade de Serra Verde

Um dos homens que fizeram três pessoas reféns nesta quinta-feira (4) na localidade de Serra Verde, no Vale das Pedrinhas, no Complexo do Nordeste de Amaralina, cometeu crime similar em dezembro de 2018. Na ocasião, ele e outros três homens fizeram 16 pessoas reféns no Centro de Saúde Osvaldo Caldas Campos, no bairro de Santa Cruz, enquanto também fugiam da polícia.

Na ação de dezembro, quatro homens foram presos pela Polícia Militar, dentre eles Eric dos Santos Batista, 24 anos, que voltou a fazer reféns nesta quinta (4) com outros cinco homens. Eric ficou apenas um mês no presídio. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), ele foi solto por ordem judicial.

Nesta quinta-feira (5), Eric e mais cinco homens fugiram de uma abordagem da Rondesp Atlântico e se esconderam em um imóvel, fazendo três pessoas como reféns. Além dele, foram identificados como autores da ação Wendel Matos de Almeida, 24, Rodrigo Santana Santos, 18, Paulo Roberto Nascimento dos Santos, 25, e dois adolescentes.

Das três pistolas apreendidas, uma era israelense, outra chinesa e uma fabricada no Brasil, pertencente à Polícia Rodoviária Federal. A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) suspeita que essa última era do policial Marcelo Caribé de Carvalho, vítima de um latrocínio em 2015, na Pituba.

A polícia informou que apreendeu três pistolas, sendo uma israelense (Foto: Divulgação SSP-BA)

O caso de hoje foi registrado na Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), pois dois reféns eram menores, e na Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), pois dois autores também tinham menos de 18 anos.

Entenda o caso
Uma família viveu momentos de terror nesta quinta-feira (4), quando seis homens fugiram de uma abordagem policial, invadiram uma casa e fizeram três pessoas reféns, incluindo uma criança de dois anos. O caso teve início às 16h30, na região conhecida como Serra Verde, no Vale das Pedrinhas.

Policiais escoltam os seis homens que mantiveram mãe e filhos reféns (Foto: Arisson Marinho)

Estavam no imóvel uma mulher de 34 anos e seus dois filhos, sendo um deles um menino de dois anos, além de uma adolescente de 15 anos. Os homens invadiram a casa da família durante patrulhamento da Rondesp/ Atlântico. A casa utilizada como refúgio pelo grupo foi cercada por policiais.

Equipes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico e da 40ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Nordeste de Amaralina) negociaram a liberação dos reféns, que não ficaram feridos. Um helicóptero do Grupamento Aéreo (Graer) também foi acionado e monitorou possíveis rotas de fuga.

Compartilhar