Suíca reclama de candidaturas do PT: “Esse branco e rico do Zé Neto, que nunca ganha”

Suíca criticou a hipótese novamente de o deputado federal Zé Neto ser candidato à prefeitura de Feira de Santana

O vereador de Salvador, Luiz Carlos Suíca (PT), defendeu, ontem, que o seu partido tenha candidatura negra na disputa pelo Palácio Thomé de Souza em 2020, quando acontecerá a sucessão de ACM Neto (DEM). O petista ainda se mostrou contrário à especulada intenção do governador Rui Costa (PT) de lançar o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, como postulante do grupo à prefeitura de Salvador. Em artigo enviado à imprensa, o vereador disse que reconhece a “importância” de Rui Costa, mas ressaltou que o partido não pode “perder de vista a autonomia das instâncias”. Ligado ao deputado federal Valmir Assunção (PT), que é negro e já manifestou o desejo de ser candidato em Salvador, Suíca ressaltou que a sigla precisa abrir “espaço para outras figuras surgirem”. “Defendo uma candidatura negra. Mas o partido parece se debruçar sempre em torno de um branco e rico. Guilherme Bellintani, por exemplo, é novo porque tem dinheiro e é branco? Enquanto isso, o nosso povo está morrendo, o PT está sendo atacado e precisa reagir imediatamente”, pontuou.

O vereador sinalizou, no entanto, com apoio a uma eventual candidatura do colega de Câmara, Moisés Rocha (PT), que já declarou que não irá disputar a reeleição, mas tem pretensão de ser postulante ao Palácio Thomé de Souza. Também não descartou a hipótese dele mesmo ser candidato a prefeito. “Para administrar Salvador, o PT tem vários nomes e temos sim de renovar. Mas quando falamos em renovação, falamos de uma figura que fez um grande trabalho e possa passar para outros espaços como Moisés Rocha, por exemplo. E se perguntar a ele, ele vai dizer de mim. Como estou vereador e já cumpri um papel importante enquanto edil petista, posso muito bem ir para outro espaço, isso é a política. E é tudo com base em fundamentos, em serviços prestados, não em devaneios”, pontuou.

Suíca criticou, ainda, a hipótese novamente de o deputado federal Zé Neto ser candidato à prefeitura de Feira de Santa. “Temos ainda o diretório de Feira de Santana, que deve querer um candidato lá também, e esse candidato deve ser o branco e rico do Zé Neto, que nunca ganha”, ressaltou. Também atacou o fato de o PT ficar “fora de quase tudo” no governo de Rui. “Inclusive tem secretarias que é do PT que só tem gente de outros partidos atuando. Mas não adianta eu ou quem quer que seja fazer esse debate. Precisamos é fazer uma disputa elaborada, qualificada, e reforçar a militância e ter candidaturas fortes dentro do partido em diferentes cidades, mas principalmente aqui na capital”, ressaltou.

Compartilhar