João Henrique admite que pode disputar prefeitura de Feira de Santana

O ex-prefeito afirmou que quer “transmitir um pouco do conhecimento” como prefeito da capital baiana para a sua terra natal, Feira de Santana

O ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB), disse, ontem, que cogita ser candidato a prefeito de Feira de Santana no próximo ano. “É um dos nossos propósitos e do partido, o PRTB. Nós já conversamos, inclusive, com a direção do partido em nível nacional, que já conversou com o vice-presidente da República, o general Hamilton Mourão e há um entusiasmos por parte de todos”, declarou, em entrevista à Tribuna, durante uma sessão na Câmara de Salvador em homenagem aos 470 anos da cidade.

João Henrique afirmou que quer “transmitir um pouco do conhecimento” como prefeito da capital baiana para a sua terra natal, Feira de Santana. Ele disse que terá o apoio do vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB), caso seja candidato. “Nós teremos um bom apoio no ano que vem a começar pelo general. E aqui, na Bahia, com o nosso eterno presidente Da Luz. Todos estamos animados. Eu nunca disputei a prefeitura de Feira e vai ser a primeira vez, se Deus permitir”, pontuou.

O ex-gestor soteropolitano disse que sempre foi “muito bem” votado na cidade como candidato a deputado estadual. Ressaltou, ainda, que, no ano passado, quando foi postulante a governador da Bahia,  foi “surpreendentemente muito bem votado”. “São sinais de que são dados pelo universo. E a gente precisa emprestar um pouco da nossa experiência de oito anos como prefeito de Salvador”, salientou. Em Feira de Santana, ele ficou em quarto lugar atrás de José Ronaldo (DEM), Rui Costa (PT), e Marcos Mendes (PSOL), com 1.463 votos.

Sobre as crises no governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que apoiou na eleição passada, João Henrique afirmou que são motivadas pelo embate entre a “velha política” e a “nova política”. “Velhos hábitos são difíceis de serem largados. Está tendo um embate na nova forma de fazer política, uma nova forma de diálogo, com a velha prática. Tem que ter um ponto de equilibro. Os bombeiros já estão entrando em campo para ajustar”, ressaltou.

Homenagem

No aniversário de 470 anos de Salvador, a Câmara Municipal fez uma homenagem ao talento e ao trabalho de personalidades ilustres que contribuíram para a construção da história da cidade em áreas como saúde, segurança, cultura e assistência social. A sessão regimental que marcou a comemoração foi dirigida pelo presidente da Casa, vereador Geraldo Júnior (SD), na manhã desta sexta-feira (29), no Plenário Cosme de Farias.

Geraldo Júnior destacou que a cidade é feita pelo povo e que, “por isso, nesta data, a Câmara lembrou a importância das pessoas para a construção de uma cidade melhor”. “Cuidar de gente é vocação. Essa cidade me deu a honra de ser vereador, secretário municipal e agora presidente do Poder Legislativo Municipal e eu vou retribuir sempre com muito trabalho e amor”, afirmou.

O presidente também ressaltou ações para aproximar a população ainda mais da Casa Legislativa, como a criação da Comissão de Legislação Participativa, permitindo que o cidadão proponha projetos de leis e emendas. “Antes, para apresentar um projeto, um cidadão precisava recolher 150 mil assinaturas. Isso inviabilizava o processo. Encurtamos esse caminho e garantimos ao povo essa possibilidade de contribuir, de forma ainda mais direta, com os rumos da cidade em diversas áreas”, pontuou o presidente. “Vivemos numa cidade moderna e que a cada dia se renova, seja no aspecto arquitetônico, artístico, cultural, religioso ou musical. Renovam-se também os desejos de nosso povo que encontra novas formas de se relacionar e ver os seus desejos de cidadãos atendidos”, disse.

Compartilhar