“Já lucram sem pagar concessão”, diz vereadora sobre aumento das tarifas

Marta Rodrigues afirma que empresas de ônibus prestam mau serviço

Líder do PT na Câmara Municipal de Salvador, a vereadora Marta Rodrigues é contra o aumento da tarifa de ônibus na capital baiana. Para ela, o mau serviço prestado pelas empresas de transporte público não condiz com o atual valor, já considerado alto pela população.

“Não é possível que a população sofra com mais um aumento, com um serviço muito ruim. São veículos velhos, quentes, sem ar-condicionado e conforto para os usuários. Este aumento não será justo para o passageiro”, disse.

Ela lembra, ainda, da promessa feita pelo prefeito ACM Neto, em declaração à imprensa, de que não permitiria o aumento.  “O prefeito tinha dado a palavra, esperamos que ele cumpra”, pontuou.

“Em 2016 o prefeito disse que não reajustaria a tarifa acima da inflação e acabou fazendo isso. O aumento foi de 9,09%. A inflação acumulada naquele ano foi de 6,4%”, disse.

Segundo Marta, além da má qualidade do serviço, as empresas já são muito beneficiadas, pois exploram o sistema sem pagar a outorga de concessão. “A exploração do sistema por eles ocorre gratuitamente. Costumam alegar prejuízos, mas nunca apresentaram, junto com a prefeitura, estudos que comprovem a afirmação. Não há transparência sobre os custos”, declarou.

A vereadora também lembra que a prefeitura e as empresas contrataram em 2014, respectivamente, as consultorias Delóitte e Ernest & Young para reavaliar o contrato e apurar eventual desequilíbrio financeiro, mas, os estudos não chegaram ao conhecimento público.

Compartilhar