‘Nunca vi Lula tão abatido como estava ontem’, diz Rui Costa após voltar de enterro

Rui não terá agenda de Carnaval nesta segunda (4) e terça (5) para ficar com filhas

Após retornar de viagem da cidade de São Bernardo do Campo, em São Paulo, para acompanhar o enterro de Arthur Araújo Lula da Silva, neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,  o governador Rui Costa afirmou que a morte dele foi o “golpe mais duro” que o petista sofreu.

Arthur Araújo Lula da Silva morreu vítima de meningite meningocócica aos 7 anos na sexta-feira (1º). Após não ter conseguido acompanhar o enterro de seu irmão mais velho, Genival Inácio da Silva, o Vavá, 79 anos, Lula foi liberado pela Justiça e viajou para sepultar seu neto, que foi cremado. Rui Costa interrompeu sua agenda de Carnaval e foi ao local para consolar o ex-presidente.

“É um momento de muita dor. Fiz questão de ir lá porque considero a maior injustiça que eu conheço em toda a minha existência e são dores seguidas: perdeu a esposa, perdeu o irmão e ontem eu diria que teve o golpe mais duro que era o neto mais chegado e xodó dele. Ele estava muito abatido. Eu nunca vi o Lula tão abatido como ele estava ontem”, disse o governador Rui Costa.

Rui ainda refutou os comentários negativos que surgiram nas redes sociais após a morte do menino. “Essas pessoas parecem que são vazias de valores humanos, de valores sentimentais ou religiosos. Essas pessoaspodem até falar que têm fé em Deus mas acho impossível alguém que comemore a morte de uma criança de 7 anos tem algum valor digno, muito menos Deus no coração”, criticou.

O governador encerrou sua agenda no Carnaval na manhã deste domingo (3) e não participará na segunda (4) e terça-feira (5). “Hoje e ontem confesso que estou emocionalmente abatido. Para quem é pai e avô ver uma criança assim e uma pessoa idosa como Lula sofrendo tanto, eu resolvi ficar com minhas filhas nesses dias”, disse.

Compartilhar