PM que atua na Federação é preso por extorsão e sequestro

Soldado foi detido na sede da CIPM e levado à Corregedoria nesta segunda

Uma operação conjunta entre a Polícia Militar, por meio da Corregedoria, e da Polícia Civil, através do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), acabou com a prisão de um policial militar, lotado na 41ª CIPM (Federação), no início da manhã desta segunda-feira (11). Segundo a assessoria da PM, o soldado vai responder pelos crimes de sequestro e extorsão.

A operação iniciou por volta das 6h e teve como objetivo dar cumprimento aos mandados de prisão preventiva e de busca domiciliar contra o soldado, que não teve o nome divulgado.

Segundo a assessoria da PM, o mandado de prisão preventiva foi cumprido na sede da unidade, na Rua Agnelo de Brito, na Federação, onde ele trabalha. O comandante da unidade, major Adilson, acompanhou a prisão. As buscas e apreensões estão sendo realizadas nos endereços do militar.

Os detalhes dos crimes praticados, bem como a quantidade de vítimas, não foram divulgados.

O soldado foi levado para a sede do Draco e depois encaminhado para a Corregedoria da PM-BA, onde deve prestar depoimento.

Após as declarações, o militar será levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para realização de exames de lesões corporais e, em seguida, encaminhado para a Coordenadoria de Custódia Provisória (CCP), localizada no bairro de Mata Escura, onde ficará à disposição da Justiça.

Compartilhar