Neto diz que Maia pode ser eleito no 1º turno

O prefeito de Salvador viaja hoje para Brasília, para acompanhar a eleição na Câmara dos Deputados

O prefeito ACM Neto (DEM) viaja hoje a Brasília para acompanhar a eleição na Câmara dos Deputados. O presidente nacional democrata fica na capital federal até sábado e vai acompanhar de perto as tratativas para a campanha de reeleição de Rodrigo Maia  (DEM).  “Vamos acompanhar a reta final da eleição na Câmara e do Senado, com foco na Câmara dos Deputados onde Rodrigo Maia disputa a reeleição com grande favoritismo. São grandes as chances de ele resolver a eleição já no primeiro turno, mas a gente não pode deixar de ficar vigilante até o fim”, pontuou Neto em entrevista na rádio Itapoan FM, ontem.

O gestor defendeu  a tese de que a reeleição do deputado é o melhor cenário para o povo baiano. “Rodrigo nos ajudou muito nesses quase três anos de presidência. Várias portas foram abertas pela relação que tenho com ele. […] Rodrigo tem uma relação próxima com Salvador, participando de atos aqui da Prefeitura. Quantas vezes vi Rodrigo pegando o telefone e ligando para ministros intermediando a liberação de recursos”. Ainda segundo ACM Neto, Rodrigo Maia “tem a capacidade de dialogar com diversos partidos e governadores, inclusive de oposição”. “O próprio governador Rui Costa sabe que tem um canal de diálogo com ele”, lembra.

Eleições 2020

Neto não confirmou o nome do vice-prefeito Bruno Reis (DEM) como pré-candidato a eleição de 2020. “Bruno é uma pessoa que tem toda a minha confiança pessoal e política. Me acompanha há 20 anos. Começou como meu assessor quando eu ainda nem era deputado. […] Anunciarei entre segunda e terça-feira da próxima semana as mudanças do meu governo e Bruno assumirá uma secretaria importante. Ele terá autonomia para tocar o seu trabalho. Hoje, ele já tem uma agenda independente da minha”, destacou.

Neto afirmou que Reis terá a oportunidade de viabilizar o próximo nome, mas que ainda é cedo para tomar qualquer decisão. “É um cara que terá oportunidade de seguir o seu caminho, mas isso não quer dizer que ele será o candidato. Não está decidido. Acho que ele tem méritos para ser candidato. Tem capacidade de gestão e habilidade política, mas essa decisão não vai acontecer agora”, assegura.  “Estou proibindo minha equipe tratar de eleição nesse momento. […] “Ele é um dos principais nomes do meu grupo, mas isso não quer dizer que já está decidido que ele será o candidato”, completa.

Compartilhar