Pinheiro: “Não descarto a possibilidade de entrar nas conversas sobre 2020”

Em entrevista, o senador Walter Pinheiro afirma que não pretende deixar a vida pública

O senador Walter Pinheiro (sem partido) vai encerrar no dia 31 de janeiro uma vida parlamentar que durou 26 anos.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Tribuna da Bahia, o parlamentar afirma que não pretende deixar a vida pública. “Preciso encerrar a minha carreira no Senado após 26 anos de mandato parlamentar. Já vinha discutindo isso há muitos anos. Não disputei federal mais e terminei indo ao Senado. Disse que seria minha última trajetória parlamentar. Isso não quer dizer que vou deixar a vida pública”, revela.

Cotado para integrar o secretariado do novo mandato do governador Rui Costa (PT), o ex-petista lamenta a disputa pelo comando da Secretaria de Educação da Bahia – pasta da qual foi comandante até o início do segundo semestre de 2018. “É uma disputa natural. Uma coisa que só que me chateia são as intrigas. As pessoas usarem da mentira para tentar obter determinados níveis de participação. É bom lembrar que o PT estava na secretaria desde o dia que eu cheguei”, revela.

Pinheiro faz uma análise do governo de Jair Bolsonaro e revela que mantém conversas com o PSD de Otto Alencar para possível filiação, de olho em 2020. “Não descarto a possibilidade de entrar nas conversas sobre 2020. Já vi gente colocando 2022 na roda. Agora, em 2020, teremos um ano atípico”.

Compartilhar