Só este ano em Salvador 18 postos de saúde foram arrombados

Uma triste rotina que tem afetado boa parcela da população que necessita dos postos de saúde na capital baiana.

Uma triste rotina que tem afetado boa parcela da população que necessita dos postos de saúde na capital baiana. O arrombamento dos prédios têm se tornado um constante, principalmente por atrativos como medicamentos e equipamentos eletrônicos, aliada a falta de segurança. Só neste ano, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), 18 ocorrências deste tipo foram registradas em diferentes regiões da cidade como Itapuã, Tancredo Neves, Rio Vermelho e Barris.

O último capítulo deste problema ocorreu na madrugada de ontem, quando bandidos arrombaram a Unidade de Saúde da Família (USF) Professor Humberto Castro Lima, no bairro de Pernambués, que realiza 400 atendimentos por dia. Na ocasião, os bandidos tentaram levar um compressor de ar que era utilizado nos consultórios odontológicos, mas não tiveram sucesso. Na madrugada de domingo, eles já haviam invadido o local e furtado um micro-ondas.

O compressor foi deixado em um corredor lateral do local pelos criminosos. Ainda na saída, deixaram rastros da ação, uma vez que ainda era possível ver, pelo chão, cadeados quebrados e barras de ferro que foram utilizadas para invadir o espaço. De acordo com funcionários ouvidos pela reportagem, o posto não tinha vigilante noturno e, em outras 20 vezes, o posto já havia sofrido tentativas de invasão em dois anos.

Por conta da situação, o atendimento foi suspenso e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) foi até o local realizar uma perícia, que foi finalizada pouco antes das 15h. Pela parte da tarde, o movimento na USF era apenas de funcionários, aguardando saber se seriam ou não liberados para voltar pra casa. A SMS informou que um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia do bairro.

Em nota, a Polícia Militar informou que a 1ª Companhia Independente (CIPM), responsável pelo policiamento na região de Pernambués, realiza ações com viaturas em rondas constantes, operações e abordagens. “A Polícia Militar dispõe ainda da Operação Apolo, unidade especializada que atua especificamente no combate ao roubo de veículos, e da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/Rondesp Central”, explicou a assessoria de comunicação.

A corporação disse ainda que as viaturas cumprem diariamente um roteiro estabelecido com base nos chamados “pontos sensíveis”, índice de ocorrências registradas e no fluxo de pessoas, portanto, a frequência das viaturas varia de acordo com cada localidade ou bairro. “Caso a população possua informações que contribuam para a identificação e prisão de criminosos que atuam de forma contumaz no bairro, a PM reforça o número do disque-denúncia (3235-0000)”, finalizou a nota.

OUTRAS

Além do fato ocorrido nos Pernambués – primeiro lugar no ranking dos arrombamentos, com cinco ocorrências –, a SMS registrou incidentes deste tipo em outros postos de saúde de Salvador como a USF São José de Baixo, no Lobato. Também foram alvos, mais de uma vez, o Centro de Saúde José Mariane, em Itapuã, a Unidade Básica de Saúde de Barreirinhas, na Estrada das Barreiras, e a Unidade Básica de Saúde Rodrigo Argolo, em Tancredo Neves.

Instalação de câmeras foi solução encontrada

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da SMS para esclarecer outras dúvidas relacionadas ao assunto como prejuízos financeiros por conta dos atos de vandalismo e outras medidas adotadas, como a instalação de câmeras, mas não obtivemos resposta até o fechamento desta edição.

Porém, no início deste mês, à repórter Cleusa Duarte, o órgão informou que cerca de 40% das unidades da rede dispõem de vigilância da Guarda Municipal (GM). “Os CAPS têm prioridade para alocação das guarnições por tratarem pacientes psiquiátricos e os postos com postos com episódios de violência (furto/assalto) também têm prioridade na área de segurança. Aliado a ação da GM, por se tratar de uma situação de segurança pública, a SMS sempre solicita à Polícia Militar a intensificação da ronda no entorno dos postos que apresentam maior vulnerabilidade”, informou, por nota, a SMS.

Também na ocasião, o titular da pasta, Luiz Galvão, afirmou que está em aberto um processo de licitação para a instalação de câmeras de segurança nas unidades de saúde. “A expectativa é de que já no primeiro semestre de 2019, câmeras sejam instaladas em todas as unidades básicas do município”, estimou o gestor.

Compartilhar