Entre 25 deputados baianos, só dois votaram contra afrouxar gastos com pessoal para prefeitos

Apenas dois deputados federais baianos ficaram contra o projeto que afroxa o limite de gastos com pessoal para municípios brasileiros. Entre os  25 paralamentares do estado que votaram, só José Carlos Aleluia (DEM) e  Jutahy Junior (PSDB) se posicionaram contra a proposta, criticada por integrantes de tribunais de contas. A proposta permite que municípios ultrapassem o limite de gastos com pessoal sem sofrer punições. Outros 14 baianos não participaram da votação da  matéria. Votaram a favor cinco deputados do PT (Afonso Florence, Caetano,  Jorge Solla, Nelson Pelegrino e Waldenor Pereira); três do PSD (Sérgio Brito,  Paulo Magalhães e José Nunes); dois do PCdoB (Alice Portugal e Daniel  Almeida); dois do PR (José Carlos Araújo e João Carlos Bacelar); dois do PP (Ronaldo Carletto e Mário Negromonte Jr.); e dois do DEM (Paulo Azi e  Elmar Nascimento).

Ainda foram favoráveis à matéria Antonio Imbassahy  (PSDB), Bacelar (Podemos), Bebeto (PSB), Félix Mendonça Júnior (PDT),  Marcio Marinho (PRB), Benito Gama (PTB) e Irmão Lázaro (PSC).

Compartilhar