Salvador receberá 18 voos diretos da Argentina em 2019

Aviões fretados trarão 3 mil turistas; medida é fruto de parceria entre Prefeitura e Decolar

Já ouviu falar em voos charters? Nome estranho pra alguns, trata-se de uma modalidade de transporte aéreo com aviões fretados à qual se recorre, comumente, quando a demanda é maior que a prevista. Ou seja, em algumas ocasiões, a quantidade de voos solicitados entre um destino e outro é tão grande que é necessário “aumentar a frota” de aviões para atender as expectativas dos tripulantes.

É exatamente isso que vai acontecer entre Buenos Aires, capital argentina, e Salvador, a partir de janeiro de 2019. Uma parceria entre a Prefeitura e a empresa Decolar deve trazer cerca de 3 mil hermanos para a capital baiana. O convênio foi assinado no final da manhã desta sexta-feira (30) na sede da Prefeitura, na Praça Municipal.

Além do prefeito ACM Neto, estiveram no lançamento o secretário municipal de Cultura e Turismo (Secult), Cláudio Tinoco; representantes do trade turístico local e da Decolar, como o diretor-geral da empresa, Alexandre Moshe.

Segundo o prefeito, os charters fazem parte de um conjunto de estratégias da gestão municipal para atrair mais turistas estrangeiros.

Neto afirmou que mais de 80% da economia soteropolitana vem da indústria de serviços, e o turismo é um dos protagonistas desses rendimentos.

Portanto, segundo o prefeito, é necessário investir para que a cidade seja atrativa tanto para todos: moradores da cidade, além de visitantes do interior, de outros estados e outros países.

“Quando uma cidade está mal cuidada, quando tem o dia-a-dia comprometido em serviços mais essenciais, isso tudo repercute e era essa a realidade de Salvador. Eu dizia muito que se nem o soteropolitano falava bem de Salvador, imagina quem vinha de fora. A gente conseguiu mudar essa história nos últimos 6 anos”, refletiu o prefeito.

A Decolar é a maior agência de viagens online do Brasil e da América Latina. Durante os nove meses de parceria, serão 18 voos fretados entre Salvador e Buenos Aires. Dois voos diretos por semana: um saindo às terças-feiras e outro às quintas.

“Salvador é um destino que o argentino quer vir. As pesquisas dentro do nosso site apontam que as buscas argentinas por Salvador aumentaram em 70% durante o mês de outubro. Já temos 58% de ocupação garantida porque já começamos a vender o produto e acredito que a partir desse primeiro passo vamos conseguir alcançar um número ainda maior”, pontuou Moshe.

O investimento feito pela Prefeitura gira em torno de R$ 167 mil, que serão divididos meio a meio com a Decolar, segundo Tinoco. Os principais esforços do Município durante a parceria será através da promoção de Salvador nos meios digitais.

Turismo 
Levando em consideração apenas os viajantes de Brasil e Argentina, até outubro de 2018, a agência Decolar já havia trazido mais de 227 mil passageiros à capital baiana, de acordo com um estudo da empresa.

Se comparado o número de viagens feitas a Salvador por parte de turistas vindos de Buenos Aires, o crescimento dos três primeiros meses de 2018 foi de 27% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Para o mesmo período de 2019, a expectativa é que o turismo de Salvador ganhe ainda mais destaque. Compreendendo que o planejamento de viagem da maioria dos viajantes internacionais se inicia com alguns meses de antecedência, apenas em outubro de 2018, as buscas pelo destino Salvador cresceram 70% se comparado com o mesmo mês do ano anterior.

Os charters têm como objetivo principal incentivar o destino Salvador por parte dos viajantes que vêm de Buenos Aires. Os 18 voos já possuem ótimas taxas de ocupação, sendo que os da primeira semana já estão praticamente lotados.

“A Decolar é reconhecida como a principal agência de turismo online da América Latina e do Brasil, e estamos agregando novos serviços ao nosso portfólio. Queremos cada vez mais dar uma experiência completa de viagem ao nosso cliente”, afirmou o diretor da empresa.

Realizar essa parceria é fruto de um investimento que Salvador tem realizado em toda a sua estrutura, segundo Neto. O prefeito afirmou que há 5 anos a cidade têm buscado uma modernização em sua infraestrutura através da recuperação de seus espaços, como a Orla, que passou por reformas em 14 pontos de sua extensão; além das obras de recuperação do Centro Histórico, que estão em andamento e visam requalificar a região da Avenida Sete de Setembro, Praça Castro Alves e Comércio.

Por fim, Neto ressaltou que a cidade vem conseguindo fechar gargalos importantes para não seja uma cidade do que classificou como um turismo sazonal: em resumo, para que os turistas não desembarquem apenas durante o verão em busca de sol, praia e Carnaval.

O chefe do executivo municipal afirmou que esses momentos do ano são importantes, mas que é necessário investir em outras alternativas como o turismo de negócios – que será contemplado após a construção do Novo Centro de Convenções, na Boca do Rio.

Compartilhar