ACM Neto: “Tem sentido a Eletrobras ser do governo? Não tem”

O prefeito de Salvador e presidente do DEM ACM Neto, em entrevista à revista Veja, defende a privatização de estatais, a exemplo da Eletrobras. “A questão da Eletrobras.

O prefeito de Salvador e presidente do DEM ACM Neto, em entrevista à revista Veja, defende a privatização de estatais, a exemplo da Eletrobras. “A questão da Eletrobras. Tem sentido a Eletrobras ser do governo? Não tem. O governo tem que ter uma Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que regule, fiscalize, mas não tem sentido ter a Eletrobras. Então, eu acho que tem muitas empresas podem ser privatizadas, sim. Sou favorável. É a forma de equilibrar em curto prazo o déficit na conta pública da União sem aumentar imposto. Até porque, essas empresas hoje são mal geridas, deficitárias e servem apenas de cabide de emprego”, afirmou.

Neto ainda ressaltou que há um baita déficit fiscal que só vai ser equacionado com a busca de receitas extraordinárias. “Não adianta apostar as fichas em aumentar impostos. Não dá agora para aumentar imposto. O governo acerta ao descartar aumento de imposto. Então, como você vai elevar a receita? Uma das alternativas é vendendo ativos do governo, vendendo empresas. Que empresas? Empresas que não fazem sentido serem públicas. Tem serviços que não precisam ser do governo”, acrescentou o democrata, que, por outro lado, se diz contra a privatização da Petrobras.

Ainda em entrevista o prefeito de Salvador afirmou, que a privatização da empresa em si, ele é contra. “Privatizar a Petrobras de porteira fechada, eu sou contra. Acho que é, do ponto de vista estratégico, um equívoco para o país. Agora, existem operações que podem ser transferidas para a iniciativa privada, como subsidiárias. Acho que não é privatizar tudo, mas também não deve ter embargo para privatizar nada”, salientou.

Compartilhar