Entidades aplaudem ALBA por entrega da Comenda 2 de Julho ao Cacique Babau

Mais de 40 entidades ligadas a movimentos sociais, ambientalistas e a Universidades assinam uma moção de aplausos a Assembleia Legislativa da Bahia pela entrega da Comenda 2 de Julho ao Cacique Babau, Tupinambá da Serra do Padeiro, que recebe nesta sexta-feira (30) às 9h a mais alta condecoração concedida pelo Poder Legislativo do Estado. A homenagem é proposta pelo deputado estadual Marcelino Galo (PT).

“Não temos dúvida de que a decisão unânime dos parlamentares baianos foi norteada por tudo que o homenageado representa para a luta dos povos indígenas do Brasil na defesa do seu território tradicionalmente ocupado e o sentido mais profundo da relação que os povos indígenas nutrem com a natureza. O reconhecimento da luta do Cacique Babau extrapola as fronteiras do país”, observa trecho da nota.

O documento recorda que em 2014 Cacique Babau foi convidado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e pelo Papa Francisco para um encontro no Vaticano, quando entregou um documento sobre a violação dos povos indígenas brasileiros às autoridades religiosas. “O Cacique Babau merece, a ALBA decidiu e o título será entregue com os aplausos de todos os Movimentos Sociais e daqueles e daquelas que se vinculam à luta dos povos da terra”, enfatiza as entidades. “Nossos parentes indígenas são, em geral, relegados ao lugar de quem reivindica, muitas vezes criminalizados ou vítimas da violência social e sobretudo institucional do Estado, sem que nos demos conta de que são, antes de todos nós, construtores desta Nação, e, por isso mesmo, devem ser tratados com o respeito, as honrarias e toda deferência que merecem”, afirma Galo, ao ressaltar que o Brasil tem uma “dívida histórica” com a população indígena.

Entre as entidades que assinam a nota estão a Comissão Pastoral da Terra (CPT), o Instituto de Arquitetura do Brasil- Departamento da Bahia (IAB-BA), Conselho Indigenista Missionário, Grupo de pesquisa GeografAR UFBA, Movimento de Pequenos Agricultores (MPA), Grupo de Defesa e Promoção Sócio Ambiental (GERMEN), Laboratório de Estudos Agrários e Urbanos da Uesb, Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (ADUNEB).

Compartilhar