Neto refuta ‘ideologia de direita’ e diz ser contra Escola Sem Partido

"Sou contra a discussão da Escola Sem Partido. Sou contra esse projeto"

Apesar de ensaiar um apoio ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, ACM Neto (DEM) afirmou ser contra a implementação de uma “ideologia de direita” em alguns setores do governo. Segundo o democrata, é “louvável” retirar o viés de esquerda do Ministério das Relações Exteriores, mas não é salutar ignorar parceiros comerciais que têm governos com aspecto ideológico contrário ao de Bolsonaro.

“Quero aguardar o início do trabalho, mas existem coisas que não dá para aceitar. Acho louvável retirar o viés ideológico nas Relações Exteriores. A gente sabe que o PT se aproximou muito dos bolivarianos, mas não se pode ir para um extremo. Nada justifica que se imprima uma ideologia de direita no ministério. É um ministério que vai representar o Estado e tem que ter uma visão pragmática. Precisamos exportar cada vez mais para que o saldo seja melhor para o país. Com ideologia, isso não vai ser feito”, declarou, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole.

O prefeito disse ainda ser contra o projeto Escola Sem Partido, que busca acabar com a “doutrinação de esquerda” nas salas de aula.

“Sou contra a discussão da Escola Sem Partido. Sou contra esse projeto. Sabemos que o professor, que é quem dá aula, é um ser humano. Ele tem as opiniões dele. Alguns falam que os professores estão militando em sala de aula. São exceções que devem ser tratadas como exceções. Mas censurar é completamente descabido”

Compartilhar