Mais de 40 pessoas são presas em operação de combate à pedofilia

Uma operação nacional de combate à pedofilia foi deflagrada pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira, 22, na Bahia e em outros 17 estados, além do Distrito Federal (DF). Também participa da ação o Corpo de Investigações Judiciais (CIJ) do Ministério Público Fiscal de Buenos Aires, na Argentina.

Esta é a terceira etapa da Operação Luz na Infância, que conta com a participação de mil policiais. Os agentes buscam arquivos com conteúdos relacionados a crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes. Até o momento, foram presas em flagrante 46 pessoas, sendo 33 pelas Polícias Civis e 13 pela Polícia Federal. Em Salvador, são cumpridos dois mandados de busca e apreensão..

Os alvos foram identificados a partir de coletas em ambientes virtuais que, segundo a polícia, “apresentavam indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva”. Entre os crimes, estão o armazenamento, compartilhamento e produção de pornografia infantil.

O material foi repassado às Polícias Civis – em especial às delegacias de proteção à criança e ao adolescente, e repressão a crimes informáticos –, que instauraram inquéritos e solicitaram aos juízes locais para expedição dos mandados de busca e apreensão. As penas variam de 1 a 8 anos de prisão.

Compartilhar