TJ-BA abre licitação de R$ 6,8 milhões para eventos; quase metade é para buffet

Gasto previsto com locação de espaços em 2019 é de R$ 1,3 milhão

O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) abriu uma licitação no valor de R$ 6,8 milhões para a realização de eventos da corte. O valor engloba a contratação de profissionais para trabalhar nas solenidades, o buffet, os aluguéis de mobiliários e do espaço, a locação de equipamentos eletrônicos, uso de arranjos florais, comunicação visual, transporte e hospedagem. O edital é para 2019, podendo ser prorrogado em até cinco anos.

Do total do valor, quase metade será destinado à contratação dos comes e bebes dos eventos. Foram previstos mais de R$ 3,1 milhões para o buffet, que inclui almoços, cafés, brunchs, cafés da manhã, coffee breaks, coquetéis, jantares, petit four, refrigerantes light e normal, além de suco de fruta light e normal.

O segundo grupo mais caro foi o de locação de espaços, que prevê o gasto de R$ 1,3 milhão para a locação de auditórios com capacidade entre 50 e 600 pessoas.

Ainda há o orçamento de mais de R$ 346 mil para recursos humanos, como fotógrafos, garçons, manobristas, entre outros; R$ 96 mil para locação de equipamentos para edição, filmagem e gravação; R$ 573 mil para locação de equipamentos eletrônicos, como amplificador, microfones, DVDs, entre outros; R$ 235 mil para arranjos florais; R$ 692 mil para locação de mobiliários; R$ 79 mil para locação de transporte e R$ 200 mil em 600 diárias de hotel.

A realização da licitação é justificada no edital por conta da “crescente demanda por serviços relacionados a diversos eventos institucionais”.

“O Cerimonial da Presidência do Tribunal de Justiça realizará durante a vigência do contrato, visando ao cumprimento de suas atribuições institucionais, diversos eventos, como, encontros, recepções, cursos, congressos, treinamentos, palestras, seminários, workshops, exposições, fóruns, inaugurações, simpósios e demais eventos afins e similares, relacionados às atividades do Poder Judiciário do Estado da Bahia”, diz o TJ-BA no edital da licitação.

Em nota, a corte explicou que o valor inclui “todas as despesas para o próximo exercício” e se trata de um “contrato sobre demanda”. “O TJBA tem essa disponibilidade orçamentária, mas na verdade, é um contrato de previsão. Não significa que vai se gastar todo o valor previsto”, explicou a assessoria do tribunal.

Para a realização do edital, informações fornecidas pelo Cerimonial do TJ-BA foram consultadas. De acordo com a corte, “(as informações foram) obtidas através de estudos e avaliações das demandas dos exercícios anteriores e das necessidades previstas para o presente exercício”.

Compartilhar