Eleitores fazem fila antes dos portões abrirem na Federação

Espera do primeiro turno fez eles se adiantarem

No primeiro turno da eleição o pintor Renivaldo Alves, 57 anos, precisou esperar quase 3h para consegui votar. Com medo de passar pela mesma situação, neste domingo (28) ele chegou às 5h50 na porta da Escola Municipal Cidade de Jequié, na Federação. Ele e a esposa foram os primeiros da fila.

“Da outra vez a gente chegou 7h20 e saiu daqui depois das 10h. Estava muito cheio, por isso, a gente veio mais cedo hoje. A intenção era ser mesmo o primeiro da fila”, contou.

Eleitores fazem fila na Escola Cidade de Jequié. Renivaldo Alves (de azul) chegou cedo para evitar filas longas
(Foto: Gil Santos/CORREIO)

Ele não foi o único que pensou em chegar cedo. A fila já estava dobrando o quarteirão antes das 7h30, ou seja, meia-hora antes dos portões serem abertos. O servidor público Márcio Maltês, 60, contou que a esposa dele não conseguiu votar no primeiro turno.

“Ela vota no Colégio Antônio Vieira, mas depois de esperar 3h30 na fila, ela desistiu. A sessão dela era vazia até a última eleição. Esse ano juntaram três sessões em uma, por isso, a fila enorme. Hoje ela foi cedo para tentar ser uma das primeiras”, disse.

A movimentação também é intensa na porta da Faculdade Politécnica, na Federação. A manicure Amanda Bispo, 26 anos, chegou às 7h20 por um motivo simples. “Quero me livrar logo. Tenho outras coisas para fazer, por isso, venho logo”, disse.

Em pé, ao lado dela, a cozinheira Lea Alexandre, 39, também aguardava desde cedo. “Sempre venho antes do portão abri. Moro aqui perto, então, adianto logo para poder ficar livre para fazer outras coisas”, contou.

Enquanto isso, o pedreiro José Silva, 72, aguardava encostado no portão da Faculdade de Arquitetura, também na Federação. Ele contou que trocaram a sessão dele no primeiro turno. “Não teve confusão porque minha sessão continua sendo vazia, é sempre rápido, mas eu sempre venho cedo para poder resolver isso logo”, contou.

A fila começa na portaria e segue pela Rua Caetano Moura, descendo a ladeira no sentido Avenida Anita Garibaldi. A votação segue até às 17h. Na Bahia, haverá segundo turno apenas para presidente da república e, por isso, o Tribunal Regional Eleitoral acredita que o tempo de espera será menor do que o do primeiro turno.

Compartilhar