Jornalista baiano Edmundo Lemos morre aos 75 anos

Repórter de vários jornais, ele foi funcionário da Alba por quatro décadas

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba) emitiu uma nota de pesar pela morte do jornalista Edmundo Lemos, 75 anos. De acordo com o comunicado, Lemos morreu nesta sexta-feira (12) em Ilhéus, no Sul do estado.

O jornalista foi diretor e integrante da Comissão de Ética dos Jornalistas da Bahia, foi ex-presidente do Conselho Baiano de Turismo (CBTur) e teve passagens por jornais como A Tarde, Jornal da Bahia e Diário de Notícias. Ele também foi funcionário da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) por 40 anos.

O sepultamento de Edmundo Lemos será realizado neste sábado (13), às 11h30, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador. A causa da morte não foi divulgada.

Confira nota na íntegra:
“A diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) tem o penoso dever de comunicar o falecimento de seu diretor e integrante da Comissão de Ética dos Jornalistas da Bahia, Edmundo Lemos, 75 anos, ocorrida hoje, na cidade de Ilhéus.

Edmundo teve uma longa trajetória no jornalismo, começando nos Diários Associados, atuando nos jornais Estado da Bahia, onde assinava a coluna de cinema, no Diário de Notícias, como editor do 2º Caderno e na coluna social (Sociedade nos Clubes). Em seguida, no Jornal A Tarde, integrou o Caderno de Esporte Amador e foi colunista social.

No Jornal da Bahia, assinou com Lia Mara a página social aos domingos (Jornalscope), foi redator de noticiário da Rádio Excelsior da Bahia e diretor da Rádio Manchete na Bahia. Editou o Jornal da Associação Brasileira de Jornalistas Especializados em Turismo, regional Bahia (Abrajet-BA), entidade da qual foi presidente.

Foi colunista social do jornal O Repórter, colunista de turismo da Revista da Praia e da Revista Entre Aspas (Ilhéus), atuou no Jornal de Turismo (Rio de Janeiro), foi editor da Revista Kim Bahia e diretor-presidente do Jornal I.C. Edmundo foi diretor da Radiobrás, antiga EBN.

Funcionário durante 40 anos da Assembleia Legislativa da Bahia, foi presidente do Conselho Baiano de Turismo (CBTUR).

Edmundo integrou durante várias gestões a diretoria do Sinjorba, contribuindo para a realização de eventos, sempre com bom humor e generosidade, honrando a instituição nos últimos anos com seu conhecimento e elegância como integrante do Conselho de Ética do Sindicato.

Em todos os veículos de imprensa onde atuou deixou a marca do trabalho bem-feito e amealhou amigos que agora se despedem saudosos, guardando a lembrança querida de sua convivência. O Sinjorba partilha o pesar com os familiares de Edmundo Lemos, que será velado amanhã, dia 13/10, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador, onde ocorrerá o sepultamento às 11h30.”

Compartilhar