Em posse de faca, estudante da Ufba ameaça colegas e gera pânico

Funcionários também foram intimidados; Samu foi chamado

Alunos da Universidade Federal da Bahia (Ufba) passaram por momentos de tensão no início da tarde desta quinta-feira (4), após um estudante da instituição chegar ao Pavilhão de Aulas da Federação V (PAF-V), em Ondina, em posse de uma arma branca.

Testemunhas ouvidas no local, relataram que o jovem estava com uma faca e tinha marcas de corte nos braços.

Ao chegar no PAF-V, o jovem ameaçou alunos e funcionários, gerando correria e um princípio de tumulto.

“Eu estava subindo a escada do lado dele na hora. Ele tava acompanhado de uma menina. Quando a gente estava subindo a escada, percebi que ela tava acenando para os seguranças, aí eu vi que ele tava com um corte no pescoço e algumas marcas no braço”, contou um aluno, que pediu para não se identificar.

O prédio foi evacuado por servidores. Estudantes que chegaram ao local sem saber da situação ficaram em dúvida sobre o andamento das aulas, mas foram esclarecidos que as atividades estavam suspensas. Até as 16h30 o acesso ao PAF-V ainda estava proibido.

Segundo uma das estudantes, o jovem já tinha agido de maneira semelhante nessa quarta. “Eu nem sabia que teve de novo. A mesma situação aconteceu ontem, mas a família não permitiu a internação. Cheguei aqui agora e vi que se repetiu”, contou a aluna de Zootecnia, que também pediu anonimato.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e o jovem deve ser encaminhado para um hospital, onde vai aguardar a família. Ninguém ficou ferido na situação.

Pressão psicológica
Uma das colegas do rapaz informou que ele é aluno do Bacharelado Interdisciplinar (BI) de Saúde, e que tentará uma vaga no curso de Medicina. Ela acredita que a concorrência imposta aos alunos que tentam migrar para Medicina explica a condição psicológica do rapaz.

“Os alunos do BI de Saúde sofrem uma pressão psicológica muito grande, principalmente quando se aproxima o semestre de migração. A gente vive sufocado com essa concorrência cruel, descabida que só acontece no BI Saúde”, diz a colega do rapaz, ao comentar que a maioria dos alunos querem migrar para Medicina.

Ela critica a coordenação do BI e da universidade, a quem acusa de “não fazer nada pra mudar essa realidade”.

“No meio desse processo, os alunos adoecem psicologicamente. Muitos estudantes aqui sofrem com essa situação. Esse surto é um reflexo da situação que estamos inseridos. Essa pressão existe por causa da pouca quantidade de vagas e da competição exacerbada que existe aqui entre os estudantes de BI Saúde”, observou a colega do jovem.

Em nota, a assessoria da Ufba confirmou que o incidente aconteceu nas dependências do Instituto de Humanidades, Artes & Ciências Professor Milton Santos (Ihac), que utiliza o PAF-V, e que o rapaz foi assistido através do Serviço Médico Universitário (Smurb) “que prestou o primeiro atendimento até que o Samu chegasse”. “Depois disso ele foi encaminhado para um hospital e a família foi comunicada”, declarou a instituição.

Compartilhar