‘Se a polícia tivesse chegado a tempo, não queimariam o ônibus’, diz sindicato

Ônibus circulam normalmente na manhã desta terça (2); SSP informou que policiamento segue reforçado na região

Ônibus estão circulando normalmente na região da Sete Portas na manhã deta terça-feira (2) após um coletivo do Consórcio Integra  ter sido queimado no local, na noite de segunda-feira (1). O protesto foi realizado por moradores da comunidade do Pela Porco, que fica bem atrás da antiga Rodoviária.

Antes de atear fogo no coletivo, os manifestantes colocaram pneus e outros objetos para queimar na Rua Cônego Pereira, e a via no sentido Dique do Tororó chegou a ser interditada.

De acordo com o diretor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, a categoria decidiu manter os ônibus circulando para não prejudicar a popular, mas está monitorado a região. “Os rodoviários estão circulando tensos, porque a área ali já é preocupante no dia a dia. A polícia deveria estar mais presente”, ponderou.

Ainda de acordo com Daniel Mota, a inteligência da polícia poderia ter agido a tempo de impedir que o ônibus fosse queimado. “Se a policia tivesse chegado a tempo, não queimariam o ônibus”, avaliou.

A Secretaria da Segurança Pública informa que a Polícia Civil (Gerrc) investiga uma suposta manifestação, realizada na noite de segunda-feira (1), que terminou com entulhos e um ônibus queimados, no bairro das Sete Portas. Autoria e motivação ainda são desconhecidos. O policiamento, na região, foi reforçado.

Compartilhar