Rui Costa mantém primeiro lugar em pesquisa

TV Bahia divulga terceiro levantamento sobre disputa no estado

A terceira rodada de pesquisas do Ibope Inteligência, realizada em parceria com a TV Bahia, sobre as intenções de votos dos eleitores no estado, mostra Rui Costa, candidato à reeleição pelo PT, em primeiro lugar, com 61% das intenções de votos. Na segunda colocação segue o ex-prefeito de Feira de Santana, Zé Ronaldo (DEM), que obteve 10%, seguido pelo ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB), com 2%.

Marcos Mendes (PSOL), Célia Sacramento e João Santana aparecem empatados numericamente, com 1% de intenções de votos, cada um. O candidato do PCO, Orlando Andrade, não pontuou. O percentual de eleitores que indicaram a intenção de votar branco ou nulo foi de 13%. Há pouco mais de uma semana para a eleição, 11% dos eleitores baianos não souberam, ou preferiram não opinar a respeito de suas preferências eleitorais.

A pesquisa Ibope/TV Bahia foi realizada entre os dias 23 e 25, com 1.512 eleitores. A margem de erro é de 3 pontos percentuais (p.p.) para mais ou para menos. O levantamento, registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) como BA-08144/2018, tem margem de confiança de 95% – ou seja esta é a probabilidade de os números retratarem o atual momento eleitoral.

Por segmentos
Enquanto Rui Costa se destacou entre a parcela mais jovem do eleitorado e os eleitores mais escolarizados, Zé Ronaldo se destacou entre a população com renda familiar acima dos dois salários mínimos. Segundo o Ibope, os demais candidatos apresentam intenções de voto distribuídas de maneira homogênea nos segmentos que foram analisados.

O candidato João Henrique foi o que obteve o maior nível de rejeição. Segundo o Ibope, 36% dos baianos indicaram que não votariam no ex-prefeito de jeito nenhum. Ele é seguido por Zé Ronaldo, com 26%, e  por João Santana, Marcos Mendes e Orlando Andrade, empatados com 20%. Rui Costa tem 14% de rejeição. Enquanto 20% dos eleitores não souberam ou preferiram não opinar, outros 8% indicaram não rejeitar nenhum dos seis candidatos que disputam o governo.

Na comparação com os dois levantamentos anteriores realizados da pesquisa Ibope/TV Bahia, nos dias 22 de agosto e 18 de setembro, os dois candidatos mais bem colocados cresceram dentro da margem de erro da pesquisa. Rui Costa tinha 50% de intenções, passou a 60% e agora tem 61%. Zé Ronaldo tinha 8%, depois 7% e agora aparece com 10% de intenções de votos. Todos os outros candidatos apresentaram queda ou mantiveram as intenções de votos que foram registradas anteriormente.

João Henrique aparecia com 3% de intenções no primeiro levantamento e agora possui 2%. Marcos Mendes tinha 2% e agora, 1%. Célia Sacramento e João Santana aparecem com 1%, cada, desde a primeira pesquisa. Orlando Andrade, que tinha 1%, não pontuou no levantamento apresentado ontem.

O Ibope perguntou aos eleitores que indicaram a intenção de votar em um dos seis candidatos ao governo baiano se eles sabiam qual era o número desse candidato. No caso de Rui Costa, 54% dos eleitores responderam que não sabiam e outros 2% responderam um número diferente do utilizado por ele. Entre os eleitores de Zé Ronaldo, o desconhecimento em relação ao número foi verificado entre 60% dos entrevistados, enquanto 1% respondeu um número diferente do utilizado por ele.

Na hora da escolha
Apesar do avanço das novas mídias na sociedade, na hora de definir os candidatos em quem vão votar, os eleitores indicaram os veículos tradicionais e a conversa com familiares e amigos como as principais influências no processo de decisão. Quando questionados a respeito do assunto, com a possibilidade de apresentar até três respostas, 42% dos eleitores indicaram a TV como principal influência para a decisão. Em segundo lugar aparecem as conversas com parentes, amigos e familiares, com 33% do total de respostas. Depois disso, surge o debate entre os candidatos e as notícias veiculadas em jornais, com 31% e 29% do total, respectivamente.

A propaganda obrigatória nos veículos de rádio e TV é apontada por 16% dos eleitores como influenciadora, empatada com o noticiário de rádio e logo atrás do noticiário em portais de notícias na internet, que respondem por 17%, de acordo com o Ibope. Para 11% dos eleitores, nenhum dos meios de informação é eficiente, enquanto 4% indicaram que não tinham intenção de opinar ou não souberam responder.

Na Pesquisa Ibope/TV Bahia, os eleitores tiveram a oportunidade de avaliar as administrações do estado e do governo federal. A administração estadual foi aprovada por 74% dos baianos. Outros 17% reprovaram. Já o governo federal foi aprovado por 4% e desaprovado por 92% dos baianos.

Wagner e Lázaro se mantêm na frente
Marcada pelo crescimento dos quatro primeiros colocados, a pesquisa Ibope/TV Bahia para o Senado mostra que os dois candidatos que apareciam na frente nos levantamentos anteriores conseguiram manter suas posições na disputa pelas duas vagas disponíveis. O ex-governador Jaques Wagner (PT) segue em primeiro, com 43% das intenções de votos. O deputado federal Irmão Lázaro (PSC) aparece com 26%, no segundo lugar. Em terceiro, aparece o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Angelo Coronel, com 22% das intenções de votos. Na quarta colocação está Jutahy Magalhães Júnior, com 14% das intenções.

No levantamento anterior, Wagner tinha 41% das intenções. Cresceu 2 pontos percentuais (p.p.). Lázaro, que aparecia com 22%, cresceu 4 p.p., enquanto Coronel e Jutahy cresceram 7 p.p. e 3 p.p., respectivamente.

Os candidatos Jorge Vianna (MDB) e Fábio Nogueira (Psol) se mantiveram com os mesmos 4% que apresentaram no levantamento anterior. Comandante Rangel, que tinha 3%, cresceu e chegou a 4%. Francisco José (Rede), saiu de 1% para 2% e empatou com Marcos Maurício, que tinha 3% e caiu para 2%. Celsinho Cotrim (PRTB) saiu de zero para 1% e empatou com Adroaldo Santos (PCO), que manteve a pontuação inalterada.

O percentual de votos brancos ou nulos para a primeira vaga no Senado é de 18%. Era 21%. Para a segunda vaga, o percentual de brancos ou nulos é de 27%, após uma queda de 5 p.p. em comparação com o levantamento anterior. A quantidade de eleitores que não sabem em quem votar para o Senado, ou preferiram não opinar,  caiu de 41% no levantamento anterior para 31%, no divulgado ontem.

Em relação à disputa presidencial, 39% dos baianos indicaram a intenção de votar no ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT). Em seguida aparece o deputado federal Jair Bolsonaro (PSL), com 17%.

Brasil: Bolsonaro segue no primeiro lugar
A pesquisa realizada pelo Ibope para a Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada ontem, mostra que Jair Bolsonaro (PSL) estagnou no patamar de 27% das intenções de voto. Ainda assim, ele continua na liderança pela corrida presidencial. O candidato do PT, Fernando Haddad, oscilou um ponto e chegou a 21%. Ciro Gomes (PDT) continua em terceiro lugar, com 12%, e é seguido por Geraldo Alckmin (PSDB), que obteve 8%, e Marina Silva (Rede) teve 6%.

João Amoêdo, do Partido Novo, aparece com 3%, seguido por Alvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB), ambos com 2%. Guilherme Boulos (PSOL) tem 1% das intenções de voto. Brancos e nulos são 11% e 7% não sabem ou não responderam.

Os cenários de segundo turno mostram Haddad com 42% e Bolsonaro com 38%. Quando a disputa é com Marina Silva,  Bolsonaro tem 40% e a candidata da Rede, 38%. Contra Bolsonaro, Geraldo Alckmin aparece com 40%, contra 36% do ex-capitão. Já Ciro Gomes venceria com 44% contra 35% de Bolsonaro.

Foram ouvidos 2 mil eleitores em 126 municípios. A margem de erro é dois pontos e a confiabilidade é de 95%.A pesquisa foi feita nos dias 22, 23 e 24 de setembro.

Compartilhar