Ufba realiza cerimônia de recondução do reitor e vice-reitor na segunda-feira (24)

Eles foram reconduzidos para o cargo entre os anos de 2018 a 2022

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) realizará nesta segunda-feira (24) a partir de 17 horas. cerimônia de recondução para mais uma gestão do reitor João Carlos Salles e do vice-reitor Paulo Miguez, com novo período de 2018 a 2022.

O decreto de recondução do reitor foi assinado pelo presidente da República em 13 de agosto de 2018. O evento, que será realizado no salão nobre do Palácio da Reitoria, será aberto ao som dos atabaques do grupo de Alabês de Iuri Passos. Haverá também a celebração do Toré – ritual que une e dança, religião, luta e brincadeira – pelos estudantes indígenas da universidade, e a apresentação da Orquestra Sinfônica da UFBA, regida pelo maestro José Maurício Brandão.

Nos cargos de reitor e vice-reitor desde 2014, João Carlos Salles e Paulo Miguez compuseram, na última eleição para o reitorado, a chapa única Somos UFBA.

Na consulta à comunidade eles obtiveram 11.369 votos, 97% do total de votos que foram dados nos dias 22 e 23 de maio.

Em seguida, o Colégio Eleitoral da UFBA – composto pelo Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) – ratificou a escolha da comunidade universitária e elegeu, com 81 votos, o reitor João Carlos Salles para liderar por mais quatro anos a Universidade Federal da Bahia.

João Carlos Salles é atualmente o 1° vice-presidente da Associação Nacional das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), com mandato de um ano. Ele é licenciado em filosofia e mestre em Ciências Sociais pela UFBA, doutor em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Também é professor do Departamento de Filosofia e já exerceu o cargo de diretor da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) da UFBA.

Entre outros livros, publicou A Gramática das Cores em Wittgenstein (2002), O Cético e o Enxadrista: Significação e Experiência em Wittgenstein (2012), Filosofia, Política e Universidade (2016), A Cláusula Zero do Conhecimento: Estudos sobre Wittgenstein e Ernest Sosa (2017) e Análise & Gramática: mais estudos sobre Ernest Sosa e Wittgenstein (2018).

Paulo Miguez é graduado em Ciências Econômicas, mestre em Administração e doutor em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela UFBA. É professor do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências da UFBA. Foi Assessor Especial do Ministro Gilberto Gil e Secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, de 2003 a 2005, e membro do Conselho Estadual de Cultura da Bahia, entre 2009 e 2011. É autor do livro Casa do Carnaval da Bahia (2018).

Compartilhar