João Santana: “O problema central da Bahia é a economia”

Em entrevista ao programa, Acorda Pra Vida, o candidato ao governo da Bahia pelo MDB, João Santana, falou sobre suas propostas na manhã desta quinta (6) ao apresentador Almir Santana na Rádio Excelsior FM.

Política

“Não fui que mandei ACM Neto desistir, para o MDB não significou grande coisa. Os seguidores dele que reclamaram na Bahia toda. Um dia após desistir, Neto deu a declaração que não queria o MDB nas eleições. Eu acho que o prefeito não foi feliz nessa declaração. Em um eventual segundo turno, receberei os votos do DEM sem nenhum problema.

Sobre Rui Costa

“Eu tenho dito que o o governo Rui é pior da história para o funcionalismo público.”

Educação

“Esse último IDEB é uma vergonha! A pior coisa é o analfabetismo crescente na Bahia. Vamos trabalhar muito contra a evasão escolar. Introdução do sistema de cursos técnicos no nível médio. Vou tentar juntar aos órgãos de controle contra o roubo da educação e saúde. Darei uma proteção as professoras das primeiras letras, ela tem que ganhar igual à uma doutora de faculdade.”

Economia

“O problema é a economia, o problema central acredito. Nenhuma proposta dos outros candidatos toca na economia. Na área do cacau são 300 mil desempregados. Minha primeira preocupação é o desemprego, e atacamos o mesmo de forma sustentável. Eu tenho um tripe que é a agricultura, turismo, educação. A economia da Bahia se sustentou a vida inteira na agricultura, perdemos muito no polo petroquímico e têxtil na Bahia por causa dos últimos governos. Hoje não vemos nenhuma ação para melhorar o cultivo de cacau na Bahia, os últimos governos simplesmente abandonaram.”

Turismo

“Um centro de convenções como tínhamos geravam 20 mil empregos. Eu vou construir outro centro, e incentivar outros centros em outra cidades da Bahia.”

Compartilhar