Três deputados articulam para ficar com a presidência da Assembleia em 2019

Antes mesmo de conseguirem renovar seus mandatos nas eleições de outubro, três deputados estaduais já se movimentam para conquistar a presidência da Assembleia Legislativa em 2019. Na corrida estão Luiz Augusto (PP), primeiro vice-presidente, Adolfo Menezes, do PSD – mesmo partido que o atual presidente, Angelo Coronel – e Rosemberg Pinto (PT). Nos bastidores, o PP já tem articulado para lançar o Luiz Augusto, e exige o apoio do PSD do senador Otto Alencar. Isso porque o pepista abriu mão da candidatura na eleição passada para marchar com Coronel. Agora, a legenda espera reciprocidade dos pessedistas. Entretanto, o martelo ainda não foi batido por conta de Adolfo, que também se movimenta para comandar a Casa.

Alerta
Rosemberg, segundo informações de aliados, negocia o cargo com o Otto para não criar resistência à formação do chapão governista, que pode reduzir a bancada petista. Em entrevista recente, contudo, ele negou a negociação.

Correndo por fora
A articulação do trio de deputados tem desagradado líderes partidários. O argumento é que a eleição ainda nem ocorreu e já há uma movimentação de legendas que já comanda a atual na mesa diretora do Legislativo. O PP, além de Luiz Augusto, conta ainda com o deputado Aderbal Caldas como segundo secretário. Com isso, eles cogitam procurar entre as lideranças da Casa uma “via alternativa”. “PSD e PP já têm espaço demais, acham que podem tudo. Existe uma ala insatisfeita com essa movimentação”, contou um deputado à Satélite.

Compartilhar