Santana diz que priorizará geração de emprego

Com a chapa majoritária formada, o ex-ministro avalia que a pré-campanha "vai muito bem até agora" e que, aos poucos, se torna popular

O pré-candidato do MDB ao governo do Estado, João Santana, promete atacar uma área sensível da população, caso seja eleito: o desemprego na Bahia. Com a chapa majoritária formada, o ex-ministro avalia que a pré-campanha “vai muito bem até agora” e que, aos poucos, se torna popular. A agenda do veterano na política, aliás, está cheia. Prova disso é que ele atendeu a reportagem da Tribuna, ontem, apenas na terceira ligação já no fim da tarde. “Nós conseguimos registrar 50 candidatos a deputado estadual e 58 a deputado federal. Estamos com a chapa majoritária com todos em condições e registrados. Do ponto de vista MDB, estamos excelentes, com pequenas reflexões, mas excelentes. Agora, do ponto de vista popular,  nós estamos conseguindo atingir o povo através de palestras, conferências, entrevistas e do programa eleitoral que vai começar. Essa é a nossa expectativa, de mostrar ao povo que queremos mudar a Bahia”, avalia.

Apesar de estar em um partido com uma bancada forte, que lhe garantirá grande tempo de televisão, Santana reclama do escanteamento da candidatura emedebista em alguns espaços. “É uma discriminação que não tem sentido, porque se tem alguém na campanha que está mostrando atividades que podem melhorar a Bahia na área da economia, sou eu. É a nossa candidatura”. “O nosso lema da coligação é ‘Para Mudar De Verdade’. Todo mundo diz que vai mudar a Bahia, mas não mudam p**** nenhuma. Há 35 anos, quem manda aqui na Bahia é o carlismo e o petismo, e está tudo na mesma m****. Os índices são terríveis em todas as áreas”, vocifera.

Santana destaca qual será a primeira área a ser atacada caso consiga sentar na cadeira do executivo estadual. “A primeira proposta é reduzir drasticamente o desemprego de modo sustentável através da nossa economia, com a agricultura e o turismo”, revela.

Compartilhar