Dia dos Pais já movimenta o varejo de Salvador

Lojistas baianos esperam alta de até 5% nas vendas este ano

O Dia dos Pais, que será comemorado no próximo domingo, dia 12, já movimenta o varejo de Salvador. Para este ano, a previsão da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Bahia (FCDL-BA) é de que as vendas aumentem 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Para ajudar o consumidor a economizar na escolha do presente, várias sugestões de presentes que cabem em todos os bolsos e gostos.

Em Salvador, a data impulsionou  nos últimos dias as vendas  do comércio popular da Avenida Sete, no centro da cidade, onde Alex Moraes, subgerente de uma loja de calçados, já mudou a vitrine da mesma – normalmente tomada por sandálias rasteirinhas, muito apreciadas por mulheres,  colocando à mostra peças masculinas.

O Dia dos Pais, na avaliação de Moraes, é um período  de  boas vendas, mas ainda precisa melhorar muito para chegar a ser uma época que faça o comércio gerar empregos temporários por causa do grande volume de vendas.

Este ano, a loja conta com oito vendedores e, por enquanto, não há previsão de novas contratações. A expectativa é que até o dia 12 de agosto,  a loja aumente em 20% o volume de vendas. “Com R$ 22,99 dá para comprar uma sandália arrumada e presentear o pai”, disse.

Na mesma região comercial, o carioca Anderson Santos resolveu se antecipar aos dias de maior movimentação e ontem  comprou uma calça de presente para o  seu  pai. Em tempos de crise, para Santos “o que vale é a intenção”. “Pode ser um presente simples, mas se for de coração, tiver sentimento, e consideração, está valendo”, declarou o autônomo de 30 anos, que por ano costuma gastar entre R$ 100 a R$ 200 no período.

Tem canecas com mensagens fofas para ele na Le Biscuit por R$ 12.99

Tem promoção de calça jeans na loja Bunny´s. Levando uma sai por R$ 79,90, mas quem compra duas paga somente R$ 99,90

“O Dia dos Pais ajuda sim a incrementar as vendas, embora não tenha o mesmo apelo de outras datas festivas como  o Dia das Mães e o  final de ano. Mas é  importante para se averiguar como o consumidor está se comportando neste momento”, afirmou Carlos Machado, diretor-executivo da FCDL-BA.

Pesquisa 
Em todo o país, o Dia dos Pais deve movimentar quase R$ 14 bilhões   nos setores do comércio e serviços. A estimativa é de que pelo  menos  93 milhões de consumidores  façam alguma compra no período, segundo  levantamento  da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), divulgado ontem.

De acordo com a pesquisa, entre as pessoas que vão às compras este ano, o valor desembolsado com o total de presentes será, em média, de R$ 149,27. Entre os consumidores das classes C, D e E, este valor cai para R$ 139,36.

Do total de potenciais compradores, 40% disseram que planejam gastar a mesma quantia que no ano passado. Os que vão desembolsar menos formam 16% da amostra, ao passo que 32% acreditam que vão gastar mais.

Os itens mais procurados para agradar os pais este ano são  as roupas (50%). Em seguida, aparecem os perfumes e cosméticos (32%), calçados (28%) e acessórios (27%), como cintos, carteiras, relógios e meias. Haverá ainda procura por ferramentas (10%), artigos esportivos (10%) e smartphones (10%).

Com relação à forma de pagamento, a maioria dos entrevistados mostra preferência pelo pagamento à vista.

Compartilhar