Camelô é assassinado a tiros na Liberdade

'Era um homem trabalhador. Cresceu ajudando os pais que também eram camelôs', diz prima

Um camelô foi assassinado a tiros na tarde desta sexta-feira (3), no bairro da Liberdade. Alex Almeida, 30 anos, tinha acabado de chegar do almoço quando foi baleado várias vezes na cabeça e tórax. O caso é investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O crime aconteceu por volta das 14h, em frente ao Colégio Estadual Duque de Caxias. “Não sabemos de fato o que aconteceu. Contam que um homem se aproximou e começou a atirar nele”, declarou uma prima da vítima, na manhã deste sábado (4), no Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR).

Ela disse que o primo era uma pessoa trabalhadora. “Ele cresceu sendo camelô. Comprou o carro dele com muito suor. Cresceu ajudando os pais que também eram camelôs. Nunca se envolveu com nada, sequer foi levado a uma delegacia”, declarou.

Alex morava no bairro de Pirajá, mas trabalhava na Liberdade vendendo e consertando relógios. “Ele era conhecido no bairro. Estou e trabalhava na Liberdade. Quando é um malandro, a gente já espera. Mas quando é uma pessoa que foge desse padrão… A família toda está arrasada”, finalizou.

Alex será enterrado às 16h30 deste sábado (4) no Cemitério Baixa de Quintas. Ele deixou dois filhos pequenos.

(Foto: Reprodução)

Compartilhar