DEM lança José Ronaldo candidato ao governo

Com 67 anos de idade e mais de 40 anos de atuação política, ele disputa pela primeira vez o Palácio de Ondina

O ex-prefeito de Feira de Santana apresentou a médica Mônica Bahia como candidata a vice e terá ao seu lado os candidatos ao senado Jutahy Junior e Irmão Lázaro José Ronaldo, foi oficializado hoje (3) candidato ao governo da Bahia pelo Democratas.

Com 67 anos de idade e mais de 40 anos de atuação política, ele disputa pela primeira vez o Palácio de Ondina, mas traz no currículo a experiência de quem foi vereador e quatro vezes prefeito de Feira de Santana, segunda maior cidade do estado – sempre eleito em primeiro turno -, três mandatos como deputado estadual, um como deputado federal, além de ter ocupado a presidência da União dos Municípios da Bahia (UPB).

Durante a convenção, que contou com a participação do prefeito ACM Neto, foram confirmados também os nomes de Jutahy Junior (PSDB) e Irmão Lázaro (PSC) para a disputa do senado. A surpresa da manhã ficou pela apresentação da médica Mônica Bahia (PSDB) – membro da Ordem dos Médicos do Brasil e uma das lideranças do Movimento Brasil Livre – como candidata a vice-governadora. O anúncio foi guardado em sigilo e só revelado pelo próprio José Ronaldo, ao final do seu discurso.

O agora candidato ao governo do estado informou também a composição de partidos que vai caminhar sob o slogan “A mudança vem do interior” – uma alusão à história do democrata, que nasceu em Paripiranga, no sertão baiano.

A coligação une os partidos Democratas, PSDB, PRB, PSC, SD, PV, PHS, PSL, PPS e PTB.  A Convenção reuniu milhares de lideranças políticas, além dos ex-governadores Nilo Coelho e Paulo Souto, prefeitos, deputados, candidatos ao parlamento e vereadores. Muito emocionado, José Ronaldo, que deixou a prefeitura de Feira de Santana em abril para se lançar candidato a governador, contou um pouco da sua história, tendo deixado Paripiranga ainda menino, para estudar o ginásio em Cícero Dantas, tendo depois se mudado para Feira de Santana, com o objetivo de fazer o segundo grau e trabalhar. Em Feira, entrou para o serviço público, formou-se como administrador de empresas e iniciou na política, como vereador.

Ficha Limpa

O candidato apresentou-se como “candidato ficha limpa” e exaltou suas passagens pela prefeitura de Feira de Santana, onde sempre foi conhecido como uma pessoa de palavra, “que promete apenas o que é possível cumprir”. “Minha bandeira sempre foi servir ao público e me lancei na política com a intenção de ser diferente, sempre agir de forma honesta. Não sou um candidato que se confunde com o dinheiro da Fonte Nova, nem que ganhou relógios caríssimos, ou fez acordos com empresas para financiar campanhas políticas, nem fazemos promessas de obras fantasmas. Correria não é coisa boa, tudo que se faz correndo sai mal feito”, provocou o candidato.

Aos gritos de “Fora PT”, José Ronaldo apresentou sua companheira de chapa, Mônica Bahia, reforçando o compromisso com a saúde, um dos pilares da sua campanha, ao lado da segurança e da educação. “Estamos apresentando gente nova na política. Ao tempo em que temos ao nosso lado a experiência de Jutahy Junior, com nove mandatos de deputado, lançamos ao senado essa pessoa querida, que está ainda no seu primeiro mandato como deputado, Irmão Lázaro, que tem uma história de humildade e luta; e apresento também uma pessoa ainda sem experiência na política, mas com uma história à frente de movimentos sociais, a Dra. Mônica Bahia”.

“Vamos fazer um governo para toda a Bahia. Um governo que vem do interior e vai para a capital”, assegurou José Ronaldo.

O prefeito ACM Neto disse que Salvador precisa de um governador comprometido com todos os municípios e que não tenha dor de cotovelo da melhor administração de capital do país. “Tomei uma decisão muito difícil, talvez a mais difícil de minha vida quando decidi concluir meu mandato na prefeitura. Chamei José Ronaldo e disse que caberia a ele a importante missão de vencer as eleições para governador e passar a realizar a verdadeira mudança”.

Segundo ACM Neto, “o estado hoje é vítima de uma propaganda intensiva e o que observamos é que o povo precisa voltar a ter orgulho de ser baiano. Foram cinco anos e meio sofrendo perseguição de um governador que tem dor de cotovelo da prefeitura. Se sem o apoio do governo do estado fazemos uma boa administração, com o governador José Ronaldo vamos transformar Salvador e o estado”.

Neto salientou ainda os índices negativos com relação a violência no estado, o caos na saúde pública e os piores números da educação do país.

Os candidatos ao senado, Jutahy Junior e Irmão Lázaro também se apresentaram na Convenção. O primeiro, falou de sua experiência no parlamento, sendo sempre considerado destaque entre os deputados federais. Irmão Lázaro colocou o público para cantar e falou em renovação na política e da certeza de que José Ronaldo fará um grande governo.

Compartilhar