Obras de reforma começam no aeroporto e alteram rotina de passageiros

Veja mudanças

Começaram nesta quinta-feira (2) os procedimentos para realização de obras de modernização do Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães em Salvador, prevista no contrato de concessão entre o governo brasileiro e a empresa francesa Vinci Airports. A Concessionária informou, em nota, que estão sendo colocados tapumes próximos às últimas portas de desembarque doméstico, ao lado do atual conjunto de escadas e elevadores.

Após a colocação dos tapumes, será iniciada a execução das obras. Até a conclusão do serviço, que está prevista nessa etapa para março de 2019, os passageiros poderão utilizar os elevadores e escadas rolantes existentes e a sinalização visual será adaptada provisoriamente para facilitar o fluxo no terminal.

A Concessionária destacou que três intervenções irão acontecer nos próximos oito meses. Uma delas é a implantação de novos conjuntos de elevadores e escadas rolantes no aeroporto. “Isso vai melhorar o fluxo de passageiros entre os andares no terminal, garantindo mais mobilidade, rapidez e praticidade”, diz a empresa.

A segunda mudança é que os novos elevadores e escadas ficarão em um novo local, possibilitando a ampliação do terminal de passageiros e integração entre a Praça de Alimentação e a área de check-in.

Nessa etapa também haverá substituição dos sistemas de eletricidade, refrigeração e de proteção e combate a incêndio.

“A Concessionária Aeroporto de Salvador lamenta possíveis transtornos que possam ocorrer durante a obra e conta com a compreensão dos usuários, que em breve terão um equipamento mais moderno e funcional à disposição”, afirmou a empresa.

Cronograma
As mudanças fazem parte do cronograma de obras previsto no Contrato de Concessão do Aeroporto. As obras estão divididas em duas fases (1B e 1C). A primeira foi iniciada em abril de 2018 e será entregue em outubro de 2019. A segunda tem conclusão prevista para outubro de 2021.

Esta primeira fase envolve ampliação e modernização do terminal de passageiros existente, mudanças no embarque e desembarque, modernização de banheiros e fraldários, melhorias na sinalização, instalação de novos sistemas de ar condicionado e ventilação além de adequação na infraestrutura na área das aeronaves.

Hoje, o aeroporto de Salvador é o 9º do Brasil (em 2005, era o 5º). No ano passado, teve 7,7 milhões de passageiros – em 2012, chegou a 9,5 milhões e, desde então, vinha em queda. Esse ano deve fechar em 8 milhões. Os primeiros meses de 2018 tiveram aumento de 6,2% em comparação ao número de passageiros do ano passado.

Compartilhar