Lúcio diz que prisão de Geddel é absurda

Geddel está na cadeia desde setembro do ano passado após a Polícia Federal encontrar malas com R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador ligado a ele

Irmão de Geddel Vieira Lima (MDB), o deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB) disse, ontem, que a prisão preventiva do ex-ministro da Secretaria de Governo é “absurda”. Geddel está na cadeia desde setembro do ano passado após a Polícia Federal encontrar malas com R$ 51 milhões em um apartamento em Salvador ligado a ele.

“Geddel, pelo que me consta, é ficha limpa. Ele não tem condenação. Ele está na prisão preventiva [de forma] absurda há um ano. Não é julgado. Mas não me cabe discutir. Não dizem que decisão da justiça não se discute, mas sim se cumpre? Ele está cumprindo. […] Estamos aguardando que provem as acusações. O único processo, que Geddel foi julgado, ele foi inocentado. Então, o outro processo que está aí não foi julgado ainda. Temos que aguardar o julgamento”, disse Lúcio, durante a convenção que confirmou a candidatura de João Santana ao governo da Bahia.

Em julho deste ano, o juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara da Justiça de Brasília, absolveu Geddel da acusação de tentar constranger o empresário Lúcio Funaro para que ele não firmasse um acordo de delação premiada. Já, em maio do mesmo ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) aceitou uma denúncia e Geddel virou réu no caso das malas.

Compartilhar