Coronel condena fiscalização precária nas fronteiras do país

Durante o PGP-Salvador, da Caravana pela Bahia, presidente da Alba disse que o governo só fiscaliza 4% dos quase 16 mil km de fronteiras terrestres.

O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) e pré-candidato ao Senado na chapa do governador Rui Costa (PT), deputado Angelo Coronel (PSD), criticou a precariedade com que o governo federal fiscaliza as fronteiras brasileiras.

“Temos cerca de 16 mil quilômetros de fronteiras terrestres no país, com dez dos 12 países da América do Sul, exceto Chile e Equador. Mas o governo federal fiscaliza somente 4% dessa área, aproximadamente 600 quilômetros. Essa é a principal porta de entrada de armas e drogas no Brasil, responsável por grande parte do crime em nosso território”, explicou.

 

O chefe do Legislativo estadual condenou o descaso do Palácio do Planalto com as fronteiras durante a edição na capital baiana da Caravana pela Bahia, iniciativa que elabora o Programa de Governo Participativo (PGP – Salvador) do Governo da Bahia, na noite desta quinta-feira 26, no Parque Wet’n Wild.

 

À mesa do PGP-Salvador estavam o governador Rui Costa, o vice-governador João Leão, os candidatos ao senado na chapa, Jacques Wagner e a esposa Fátima Mendonça, Angelo Coronel e a mulher Eleusa Coronel, a senadora Lídice da Mata, o coordenador do PGP e secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues, e os vereadores da capital Edvaldo Brito e Marta Rodrigues.

 

Coronel exortou o governo de Brasília a destinar mais recursos para a fiscalização nas fronteiras, inclusive elevando o orçamento da Marinha, para que os 7,3 mil quilômetros de fronteiras marítimas também sofram vigilância adequada contra o tráfico de drogas e armas.

 

O parlamentar pessedista fez uma saudação a todos os partidos que compõem o leque de aliança do governo, além das mulheres, LGBT. O deputado destacou que o trabalho de Wagner foi a “semente que levou à construção do maior grupo político no Estado”, que permitiu a Rui Costa ser o maior governador do Brasil.

Compartilhar