Postos de Salvador já aplicam desconto de R$0,46 no Diesel

Uma semana depois, a reportagem da Tribuna da Bahia visitou cinco postos da cidade e constatou que todos já fizeram a redução

O subsídio do governo federal, que concedeu o desconto de R$ 0,46 sobre o litro de óleo diesel, para por fim à greve dos caminhoneiros, entrou em vigor na última sexta-feira (1º).  Uma semana depois, a reportagem da Tribuna da Bahia visitou cinco postos da cidade e constatou que todos já fizeram  a redução. A medida determinou que o desconto seja aplicado tendo como referência os preços  praticados em 21 de maio. Em um dos postos, a diminuição do preço do combustível chegava a R$1,22 ontem.  Mas nem todos os postos implantaram o aviso de redução de preço, que também é obrigatório.

A partir de segunda-feira (11), uma força tarefa formada pelo Procon-BA, Ministério Público , Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon) e demais órgãos da prefeitura  vai fiscalizar se o desconto está sendo repassado para os consumidores, se há informativos sobre o desconto no preço fixado nos estabelecimentos, entre outros itens.

Uma portaria do Ministério da Justiça, publicada esta semana,  determina que os Procons estaduais e municipais cobrem dos postos de combustível a exibição “de forma clara e ostensiva” dos preços do diesel antes e depois da paralisação dos caminhoneiros.

Conforme a portaria, os postos devem informar o preço do diesel a partir de 1º de junho na comparação com o dia 21 de maio, data usada como base pelo governo para promover a diminuição no valor do produto. O posto poderá mostrar a mudança de preço por meio de  cartaz, placa, faixa ou similar. Os postos que não estiveram cumprindo as determinações serão autuados.

Desde o dia 1º, quem passa no posto BR, situado na saída do Ogunjá, visualiza de longe uma placa fixada próxima à bomba de diesel. O informativo aponta que o preço do referido combustível caiu de R$3,90 para R$3,44 e , portanto, está garantindo o desconto de R$0,46 para os clientes.

“A gente sempre procurar andar correto. Então, se a gente está comprando o diesel com desconto, a gente repassa  assim para o consumidor final. Mas essa carga, por incrível que pareça,  foi comprada antes da greve, mas não estamos perdendo nada”, explicou Paulo Silva., gerente de pista do estabelecimento.

Cliente fiel deste posto, o caminhoneiro Alan de Oliveira avalia a redução como uma “uma grande melhora” para a categoria.  Mas  como é funcionário  de uma empresa de logística, que paga pelo combustível,  ele confessa que pouco se atenta para o preço do produto.

Outro posto que também fixou informativo da redução do preço do diesel foi o BR da Rua Djalma Dutra. Por lá,  a redução ultrapassa o valor estipulado pelo governo, mas isso porque o preço praticado pelo estabelecimento em 21 de maio (R$ 4,85) estava acima do valor médio do combustível em Salvador na data, que era de R$3,63, segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP). Até ontem o litro do combustível estava custando R$3,63 neste posto, o que representa um desconto de R$1,22.

No Posto Menor preço, no Matatu, o combustível custava R$3,23 ontem. O valor foi reduzido na quarta-feira (6), por força da medida federal. Já no posto Ipiranga, situado no Ogunjá, o reajuste derrubou o preço para R$3,35. “Não sei se vai baixar mais quando chegar uma carga nova”, disse um funcionário, sem se identificar. O preço mais baixo foi encontrado no posto Petróleo, na Bonocô: R$3,19 o litro. Antes da resolução do governo, o  diesel saia por R$3,69.

 

Compartilhar