Ana Rita pede para Neto repensar projeto que altera plano de cargos para servidores da Saúde

A vereadora Ana Rita Tavares se pronunciou, nesta segunda-feira (04), na Câmara Municipal, contra o projeto de lei complementar encaminhado pela prefeitura, que suprime direitos dos servidores da Saúde. O projeto propõe a retirada do artigo que prevê a progressão automática no plano de cargos dos funcionários, caso a Prefeitura não realize a Avaliação de Desempenho e Aquisição de Competências a cada ano.

“O projeto enviado pelo Executivo envolve os interesses da categoria da saúde e eu me comprometo com todos esses destinatários dos efeitos nefastos que esse artigo 13 do projeto enviado possam alcançar”, afirmou a vereadora.

A edil assumiu compromisso com os servidores da Saúde presentes no plenário e pediu ao prefeito ACM que, juntamente com sua assessoria, repensasse o projeto.

“Eu me comprometo de parar para estudar porque tenho sido interpelada por muitos servidores da saúde que me pediram que eu analisasse o projeto. Assumo esse compromisso junto com todos os outros vereadores preocupados. Existem interesses que são suprapartidários. Peço ao prefeito ACM Neto que chame a sua assessoria para repensar. Cada pai de família, mulher, que for a afetada por isso, é péssimo. Os direitos precisam ser mantidos”, disse.

A vereadora ainda prestou solidariedade à vereadora Marta, que foi agredida em uma manifestação política, neste último domingo.

“Em nome do PMB, como vereadora, mulher, ativista, venho me solidarizar com a vereadora Marta. É um ato que nos causa repulsa. Não podemos aceitar isso”, finalizou Ana Rita.

 

Compartilhar