Rui Costa e o seu PT faliram a Bahia e querem jogar a culpa nos outros, rebate Aleluia

O deputado federal José Carlos Aleluia (Democratas-BA) criticou a recente desculpa do governador Rui Costa de que não está realizando obras nas estradas da Bahia porque enfrenta “boicote” do governo federal.

“Rui tem a cara de pau de se apropriar de obras do governo federal no interior, assim como fez com o metrô de Salvador, sem o menor constrangimento. Agora quer se livrar da culpa por ter endividado o estado e não ter dinheiro para investir. Um governador de respeito precisa assumir a responsabilidade sobre seus atos, inclusive quando eles fracassam”, rebateu Aleluia.

O governador do PT afirmou nesta terça-feira (22/05) que não tem condições de reparar as estradas do interior sem contratar um novo empréstimo de R$ 800 milhões junto a um banco europeu. A operação depende de estudo técnico e a autorização expressa do Ministério da Fazenda, que avalia a saúde fiscal dos estados antes de liberar o endividamento.

“O que Rui não assume é que sob sua gestão a Bahia entrou na lista de estados que são considerados pela Secretaria do Tesouro Nacional como incapazes de honrar dívidas contratadas. Sua capacidade de pagamento foi rebaixada de B- para C. Rui precisa reclamar menos e assumir sua responsabilidade no endividamento do Estado”, comparou o democrata.

APROPRIAÇÃO INDEVIDA
O deputado Aleluia fez questão de ressaltar que as declarações do governador Rui Costa não condizem com o uso que o Governo do PT baiano tem feito de recursos e obras do governo federal.

“Não é só no metrô em Salvador que o governador escondeu o papel do governo federal. Rui se apropria de obras do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes no interior do estado sem o menor constrangimento. O trecho de duplicação da BR-116 entre Serrinha e Santa Bárbara chega ao cúmulo de ter uma placa do governo estadual sem que ele tenha colocado um centavo no projeto”, acusou.

Compartilhar