Vereadores louvam São Francisco Xavier

Santo padroeiro de Salvador foi celebrado também por religiosos e populares

A Câmara Municipal de Salvador celebrou nesta quinta-feira (10) o Dia de São Francisco Xavier, padroeiro da cidade. A imagem do santo foi conduzida em procissão do Legislativo Municipal à Igreja de São Pedro dos Clérigos, no Terreiro de Jesus, onde a missa solene foi celebrada por dom Murilo Krieger, arcebispo de Salvador e primaz do Brasil.

Na celebração, o presidente da Câmara Municipal de Salvador, Leo Prates (DEM), leu a rendição de votos a São Francisco Xavier. Tradicionalmente, neste juramento o presidente do Legislativo Municipal reafirma a devoção ao padroeiro da capital da Bahia e o compromisso da Casa com a cidade.

Leo Prates ressaltou que “este é um momento em que buscamos revitalizar as tradições culturais e religiosas do povo da Bahia”. Segundo ele, a participação do Legislativo Municipal nesta celebração “é um ato em defesa da história da nossa cidade e um resgate do nosso passado”.

O vereador Joceval Rodrigues (PPS) afirmou que “apesar de ser laico, o Estado brasileiro foi enraizado a partir da relação entre a fé e a cidadania”. Ele frisou também que as homenagens a São Francisco Xavier são “um ato em defesa da nossa história”. Também participaram das homenagens a São Francisco Xavier os vereadores Luiz Carlos Suíca e Marta Rodrigues, ambos do PT.

A homenagem a São Francisco Xavier coincide com a comemoração do Dia do Guia de Turismo. A categoria também participa anualmente da celebração e direciona preces em favor dos profissionais que acolhem os visitantes da cidade. A missa deste ano contou com a participação do Coral Arautos do Evangelho.

História

Ainda nos tempos coloniais e do Brasil Império, Salvador foi assolada duas vezes por pestes. Em 1686, pela febre amarela, e pela cólera morbus, em 1855. Como São Francisco Xavier morrera de peste, os jesuítas sugeriram à população implorar pela intercessão do santo. O atendimento foi imediato e a cidade se livrou das doenças.
“A partir daí, os vereadores solicitaram às autoridades da Igreja Católica o reconhecimento de São Francisco Xavier como o padroeiro da cidade”, explica o padre Lázaro, pároco da Catedral Basílica de Salvador. O arcebispo dom Murilo Krieger ressaltou que não conhece outra cidade que tenha um santo padroeiro a pedido da Câmara Municipal.
Na homilia, dom Murilo pediu para São Francisco Xavier acolher nos dias hoje as heranças cristãs do passado. São elas a fé, a assistência educacional, as artes sacras, o espírito de fraternidade e, sobretudo, a família, “que presta serviço ao amor e à sociedade”.
Ao final da pregação, dom Murilo Krieger pediu ao padroeiro de Salvador as bênçãos “para uma cidade com harmonia e paz constantes”.

Compartilhar