Suspeito de roubar e matar travesti tinha relacionamento amoroso com vítima, diz polícia; jovem foi preso 1 mês após crime

Suspeito foi encontrado pela polícia nesta quarta-feira (9), na cidade de Irará, a cerca de 52 km de Feira de Santana, onde ocorreu o crime.

Suspeito de matar travesti foi preso na Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Suspeito de matar travesti foi preso na Bahia (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

O suspeito de matar uma travesti a facadas em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, foi preso na manhã desta quarta-feira (9), em Irará, município distante 52 km do local onde ocorreu o crime.

De acordo com informações da delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Feira de Santana, responsável pela prisão, o suspeito foi identificado como Maicon Micael Cerqueira Nascimento, de 19 anos.

Segundo a polícia, o jovem fugiu após o crime, que ocorreu no dia 7 de abril deste ano, na casa da vítima, e, desde então, era procurado pela polícia, que já havia expedido um mandado de prisão contra ele.

À polícia, Maicon disse que teve um relacionamento amoroso com a vítima, que era conhecida como Alessandra, e mantinha relações com ela há cerca de três meses.

Após ser ouvido, o suspeito foi encaminhado para o Complexo Policial de Feira de Santana, no bairro de Sobradinho, onde ficará à disposição da Justiça.

Crime

Crime ocorreu dentro da casa da vítima (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Crime ocorreu dentro da casa da vítima (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Ainda segundo informações da polícia, no dia do latrocínio, os investigadores identificaram que objetos de valor da vítima, como dinheiro, celular e um relógio, não estavam no local do crime.

A travesti foi morta com golpes de faca. Seis perfurações foram encontradas no corpo dela, no pescoço e na parte direita do rosto.

Compartilhar