Lorena apresenta moção de repúdio às agressões sofridas por agentes da Transalvador

Para a vereadora, que é defensora da educação e do respeito às autoridades, casos de agressão sempre deveriam ser repudiados, seja lá quem for o responsável.

A vereadora Lorena Brandão (PSC), presidente da Frente Parlamentar de Segurança Pública, apresentou ontem (8) durante sessão ordinária na Câmara Municipal uma moção de repúdio às decorridas agressões sofridas por agentes da Transalvador nos últimos dias. Em quatro meses, segundo a Associação dos Servidores em Transporte e Trânsito do Município (Astram), 15 agentes foram agredidos nas ruas. Em 2017, foram contabilizadas 40 agressões.

Para a vereadora, que é defensora da educação e do respeito às autoridades, casos de agressão sempre deveriam ser repudiados, seja lá quem for o responsável. “Estamos vivendo em uma sociedade onde os valores de vida estão se invertendo. Qualquer violência deve ser condenada. Não é possível que ainda temos que apreciar e tomar conhecimento de casos de violência gratuita, por quebra de leis ou por simplesmente se achar no direito de agredir um trabalhador que está ali para cumprir o que foi ordenado pelos poderes públicos. Claro, temos do outro lado também outros casos, que não devem ser esquecidos. Existe a necessidade de se criar um respeito mútuo dos dois lados, tanto da sociedade quanto do poder público e punir os infratores e agressores da forma correta”, disse Lorena.

Ontem, após a sessão, a vereadora se reuniu com os agentes para ouvir as necessidades dos mesmo no que tange a segurança pessoal. “Eles me chamaram para poder contar alguns casos que chegam até ao Sindicato. É tinta jogada neles, perseguição, agressões… Algo absurdo que não deveria acontecer. É um desrespeito às autoridades desta cidade”, frisou.

Compartilhar