Homem preso em dezembro de 2017 após confessar morte de comerciante é detido em tentativa de assalto em Salvador

João Batista Neto jogou mochila com arma e munição em matagal, mas foi capturado por policiais.

O homem que foi preso em dezembro de 2017 após confessar envolvimento no latrocínio de um comerciante do bairro Jardim Cruzeiro, em Salvador, voltou a ser detido na terça-feira (8), durante uma tentativa de assalto à coletivo, na capital. Ele foi flagrado armado na Avenida Afrânio Peixoto, conhecida como Suburbana.

De acordo com a Secretaria de Segunça Pública da Bahia (SSP-BA), ao avistar viaturas da polícia, João Batista Neto correu e jogou uma mochila no matagal. Ele foi perseguido pelos militares, alcançado e detido.

Dentro da mochila, a polícia encontrou um revólver calibre 38, munições, um celular e cerca de R$ 20. Ele e o material foram levados para o Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc).

Morte de comerciante

Comerciante João Batista da Silva foi morto a tiros no dia 25 de novembro (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

Comerciante João Batista da Silva foi morto a tiros no dia 25 de novembro (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

João Batista Neto foi preso em dezembro de 2017, após confessar ter matado João Batista da Silva de 61 anos, durante uma tentativa de assalto, ocorrida na madrugada de 25 de novembro de 2017.

Batista da Silva era comerciante, dono de uma padaria no bairro de Jardim Cruzeiro. No momento do crime ele se preparava para viajar com o irmão, para a missa de três anos de morte do pai.

Uma câmera de segurança registrou o momento da abordagem do suspeito, que estava acompanhado de um comparsa. As imagens mostram o momento em que a dupla se aproxima e mostra a arma. A vítima entra em luta corporal com um dos assaltantes e tenta usar um dos bandidos como escudo, mas acaba baleada. É possível ver que vários tiros são disparados. 

Conforme a Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 4h30, na Rua Otávio Mangabeira. A PM foi acionada, mas ao chegar ao local, a vítima baleada já tinha sido socorrida para o Hospital Agenor Paiva, onde morreu.

Vítima tentou usar um dos bandidos como escudo, mas acabou baleada (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

Vítima tentou usar um dos bandidos como escudo, mas acabou baleada (Foto: Reprodução/ TV Bahia)

Compartilhar