Instituto Assembleia de Carinho completa um ano e reafirma seu papel transformador

Convênios com diversas instituições, a humanização da ALBA e muitas vidas transformadas, marcaram o primeiro ano do projeto.

Um ano de atitudes que transformam. O Instituto social da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), o Assembleia de Carinho, criado na gestão do presidente Angelo Coronel (PSD), completou um ano de existência nesta quinta-feira (22), com direito a bolo e parabéns.

As bênçãos concedidas pelo Padre Bento Viana, vigário do Divino Espírito Santo, no Vale dos Lagos e pelo Pastor Márcio Braga, da igreja Assembleia de Deus de Tancredo Neves, marcaram a celebração na sede do instituto, coordenado pela primeira-dama da ALBA, Eleusa Coronel e formado pelas deputadas e esposas dos parlamentares. Ao final das bênçãos, todos assistiram a um vídeo com depoimentos sobre as mudanças na ALBA a partir da criação do Assembleia de Carinho, depois cantaram parabéns e o bolo foi servido aos presentes, que ainda receberam uma caneca de lembrança, com a marca do instituto.

O evento contou com a presença do chefe do legislativo baiano, de servidores da ALBA e integrantes do AC, entre elas, Ariene Couto, esposa do deputado Samuel Júnior (PSC), que falou sobre a experiência de fazer parte do projeto. “É muito gratificante fazer parte disso. O Assembleia de Carinho já teve muitas conquistas e com a graça de Deus, em 2018 vamos continuar com as ações que estão estimulando o servidor e ajudando tantas pessoas”, declarou Ariene.

Semana comemorativa

As comemorações pelo aniversário do Assembleia de Carinho tiveram início já na terça-feira (20), quando foi lançada uma exposição fotográfica, que retratou em 35 fotografias, alguns das principais ações do instituto. As fotos ficaram expostas num painel ao lado da sede do AC e atraiu os olhares dos servidores e visitantes que passaram pela ALBA durante a semana. Os fotógrafos, Juliana Andrade, Sandra Travassos e Vaner Casaes, funcionários da Casa Legislativa, usaram sua sensibilidade profissional para mostrar desde entregas de doações até solenidades de assinatura de convênios firmados entre a ALBA e diversas instituições.

Na quarta-feira (21), o presidente Angelo Coronel promulgou leis que garantem o título de utilidade pública a três instituições. A Associação Beneficente Boiadeiro Menino, mais conhecida como ‘A Voz do Subúrbio’, que há 10 anos realiza trabalhos culturais e campanhas em prol do Hospital Aristides Maltez – HAM; O Abrigo São Gabriel (Agid), que cuida de idosos carentes na Cidade Baixa e a Associação HTLVida, um grupo de apoio aos portadores do vírus HTLV, foram as contempladas.

O título de utilidade pública, garante o direito às entidades sem fins lucrativos, de firmarem convênios com o poder público, ampliando assim, a capacidade de atuação das instituições. “Há mais de 10 anos estamos atuando com trabalho social e eu enxergava a ALBA como uma Casa fria, de concreto, mas chegaram vocês, Coronel e Eleusa. Hoje consigo sentir orgulho de ser brasileira por saber que pessoas do poder público ainda tem compromisso com o social”, explicou Lenize OliveiraGomes, da ‘Voz do Subúrbio’.

Eleusa Coronel manifestou mais uma vez sua gratidão pelo trabalho de todos os envolvidos. “Além de agradecer ao nosso presidente Coronel, o grande responsável pela criação do nosso instituto, temos que agradecer aos funcionários da ALBA. Sem o nosso servidor, sem todas as pessoas que nos ajudam a executar as atitudes que transformam, o Assembleia de Carinho não existiria”.

 

A presidente do AC disse que muito ainda será feito em 2018 e informou que, a partir de abril, serão realizadas ações de conscientização para estimular a adesão de mais servidores à Campanha de Solidariedade da ALBA, na qual os funcionários contribuem com R$3,00 descontados em contracheque para ajudar uma instituição social escolhida por votação entre os funcionários.

“A palavra de ordem é transparência. Queremos que o servidor saiba como é empregado o valor doado e que ele conheça as entidades que participam da campanha antes de escolher uma delas”, explicou. Eleusa declarou que em breve, será feita a inclusão de alguns jovens autistas, indicados pela AMA-BA, no programa de estágio da ALBA.

Sobre o Assembleia de Carinho, o presidente Angelo Coronel foi taxativo. “Está decretado que a ALBA permanecerá sendo uma Casa do social, a não ser que os colegas parlamentares digam que não querem. Mas como eu sei que aqui temos 63 pessoas com mandato eletivo que também pensam no próximo, vamos continuar com esse trabalho. Se a gente pode amenizar o sofrimento das pessoas, temos que dar um pouquinho de nós para que isso aconteça”, salientou.

Um ano de transformações

Desde sua criação, o Assembleia de Carinho tem a humanização do legislativo baiano como característica principal. A partir da primeira reunião, realizada em 22 de março do ano passado, o grupo ganhou força e se consolidou como instrumento importante na promoção de iniciativas sociais do parlamento estadual, firmando convênios, parcerias e realizando ações pontuais em diversas instituições filantrópicas do Estado. Uma iniciativa pioneira no país, que vem despertando a curiosidade de outros parlamentos, devido ao sucesso das ações realizadas.

Foram firmados convênios entre a ALBA e o Hospital Aristides Maltez (HAM-LBCC), Hospital Martagão Gesteira, Associação Baiana de Assistência à Criança Cardiopata e Nefropata (ABACC), o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC-BA) e a Associação de Amigos do Autista da Bahia (AMA-BA), entidade também contemplada com a Campanha de Solidariedade dos servidores da ALBA em 2017.

O Assembleia de Carinho também integra o grupo ‘Amigas de Dulce’, criado pelas Obras sociais Irmã Dulce (OSID) para mobilizar mulheres de destaque em diversas áreas de atuação na Bahia. A promulgação da Lei nº 13.802/2017, que concedeu a locação de terreno doado a instituição, reafirmou o papel social que o Legislativo baiano abraçou. Além dos R$555.000,00 (quinhentos e cinquenta e cinco mil reais), devolvidos do orçamento da ALBA, pelo presidente Coronel aos cofres do Estado, que serão empregados na climatização de uma das alas do Hospital das Obras Sociais.

Durante o ano, o Assembleia de Carinho promoveu diversas campanhas, que contaram com o apoio e dedicação integral do servidor da ALBA. A Campanha do São João da ALBA arrecadou de mais de 5 mil fraldas geriátricas entre os servidores da ALBA e 600 kg de alimentos não perecíveis, que foram distribuídos em 10 abrigos de idosos de Salvador.

Por iniciativa do instituto, a ALBA colaborou com a Campanha Faça Parte da Mudança – Martagão e GACC, que integra a mobilização nacional coordenada pelo Instituto Ronald McDonald. Já na Campanha Dia das Crianças, foram entregues 2.800 brinquedos para crianças de 22 instituições da capital baiana.

A campanha do Outubro Rosa, “Doe Lenços” foi uma iniciativa da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais – Unale, que teve adesão de diversas Assembleias Legislativas por todo país. Na Bahia, a instituição escolhida para receber os mais de 130 lenços doados pelas servidoras foi o Hospital Aristides Maltez, mantido pela Liga Bahiana Contra o Câncer (LBCC).

O Assembleia de Carinho se uniu ao Departamento de Serviço Social da ALBA para a campanha de Natal. A “Árvore dos Sonhos”, que há 10 anos é realizada, em 2017 contou com a doação feita pelos servidores, de mais de 5 mil itens de higiene e limpeza, que serão entregues a instituições que cuidam de pessoas em situação de rua.

Além de todas essas ações, o Assembleia de Carinho tem despertado o sentimento do voluntariado na sociedade baiana, que vem participando das ações do instituto e colaborando inclusive com a criação de eventos beneficentes.

Compartilhar