Leitor denuncia descaso da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador

Em contato com a redação do INFORMA1, um leitor que preferiu não se identificar, enviou um relato denunciando a demora no atendimento médico em Salvador.

Leia:

Paciente chega na UPA queixando-se de fortes dores, a mesma foi submetida a vários exames laboratoriais e foi submetida a sala de medicação, após passar as dores, foi avaliada novamente pela Equipe médica que estava presente(plantão) e foi liberada; tomando suas medicações em casa, a mesma continuou com dores, retornando novamente a UPA,  médico novamente fizeram todo o protocolo do atendimento anterior, novamente foi liberada, passando alguns dias, a mesma paciente estava apresentando os mesmos Sinais e Sintomas e deixou de procurar a UPA e foi atendida no hospital, o clínico começou a desconfiar que poderia ser algo mais grave do que eles estavam pensando, os sinais e sintomas estava semelhante a uma patologia( carcinoma), o mesmo não poderia  fechar o diagnóstico por falta de elementos( exames complementares), solicitou que a paciente fizesse Biópsia Percutânea orientada por TC/USG/ RM e Rx para dá o certo diagnóstico,a mesma foi colocada na Regulação da SMS de Salvador no dia 28/11/2017, pois, mesma não tem condições financeiras para realizar os exames no particular( custa 1300 reais); Até o presente momento(05/02/2018), a mesma ainda não foi convocada para realização dos exames, onde seria necessário o laudo da Biópsia para confirmar se realmente é o que eles estão pensando e encaminhar para o Hospital de referência no tratamento da Patologia X, os  dias vão se passando e o risco de vida vai aumentando.

Eles vão dizer bem assim: Tem que aguardar ser chamado”; Se a fila está alta, temos que trabalhar como Gestor, solicitar parcerias com hospitais e clínicas particulares e o Órgão da Prefeitura ou Governo,  arcar com as despesas, o que não pode é isso, ficar 3,4,5… Meses na fila de espera.

Falta de responsabilidade é compromisso com saúde da População.

Compartilhar